Aberto de Odivelas

Beatriz Souza vence japonesa e é campeã do Aberto de Odivelas, em Portugal

499.V

Divulgação
Bia ao lado da coordenadora Rosicleia Campos e do fisioterapeuta Gustavo Braga.

Bia ao lado da coordenadora Rosicleia Campos e do fisioterapeuta Gustavo Braga.

A judoca brasileira Beatriz Souza conquistou a medalha de ouro no Aberto de Odivelas, em Portugal, na categoria Pesado feminina (+78kg), ao vencer, neste domingo, a japonesa Maya Akiba, por ippon. O resultado rendeu à brasileira mais 100 pontos no ranking mundial classificatório para Tóquio 2020. Ela é a número 7 do mundo.

A caminhada de Bia em Odivelas começou com vitória por ippon sobre a russa Evgeniia Kondrashova, nas oitavas-de-final. Em seguida, a brasileira precisou de paciência e estratégia para vencer a francesa Stessie Bastareaud nas punições (3-2) e avançar à semifinal.

Nessa fase, Bia passou por Ana Zaleczna, da Polônia, por ippon, e foi para a decisão do título da categoria.

No duelo com Akiba, Beatriz chegou a levar duas punições, forçou uma à adversária e finalizou o combate com ippon para colocar o Brasil no lugar mais alto do pódio.

Guilherme Schimidt (81kg) também lutou neste domingo, em Sófia, Bulgária, mas parou na primeira rodada diante do russo Georgii Elbakiev.

Com isso, a seleção fechou as participações nos Abertos Europeus com quatro medalhas. Ouro de Bia e bronze de Larissa Pimenta (52kg) em Odivelas, ao lado do ouro de Phelipe Pelim (60kg) e do bronze de Allan Kuwabara (60kg) no Aberto de Sófia. As competições abertas distribuíram poucos pontos na corrida olímpica, mas serviram como preparação para o evento mais importante do mês, o Grand Slam de Paris, que acontece no próximo final de semana, na capital francesa.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias