Conquista

Sarah Menezes conquista o quinto lugar no Grand Slam de Paris

270.V

Judô Rio
A atleta do Flamengo mostrou nível de desempenho bastante alto na nova categoria e provou que segue na disputa para ir aos Jogos Olímpicos de Tóquio

A atleta do Flamengo mostrou nível de desempenho bastante alto na nova categoria e provou que segue na disputa para ir aos Jogos Olímpicos de Tóquio

O fim de semana que passou recebeu o primeiro grande evento do judô internacional do ano, o Grand Slam de Paris. Foi o Slam de abertura da temporada olímpica que acaba de começar. E lá estava o Time Judô Rio representado junto à seleção brasileira. A campeã olímpica Sarah Menezes (52kg, Flamengo) fez uma campanha fortíssima e chegou até a semifinal. A medalha acabou escapando por pouco, mas a participação oxigenou a busca olímpica de Sarah, agora em nova categoria.

Sarah estreou contra a azeri Gultaj Mammadaliyeva e finalizou com um ippon a 1min46s do cronômetro zerar. Depois, na segunda luta, encarou a sul-coreana Bok Yeong Jeong e passou para enfrentar, já nas quartas de final, a francesa Anais Mosdier. A vitória levou Sarah para as lutas finais.

Entretanto, na semifinal, a brasileira acabou perdendo para a kosovar Distria Krasniqi após uma luta das mais emocionantes e que se arrastou por mais de dois minutos no Golden Score. A disputa pelo bronze acabou favorecendo a outra brasileira na categoria, Larissa Pimenta. Resta lembrar, Sarah ainda é uma novata na categoria. O quinto lugar foi importante.

Os outros dois representantes do Time Judô Rio tiveram caminho mais curto. Jéssica Pereira (57kg, Instituto Reação), em seu retorno à seleção, bateu a azeri Ichinkhorloo Munkhtsedev no combate inicial, mas acabou perdendo para a experiente panamenha Miryam Roper na segunda fase. Já David Moura (+100kg) passou direto pela fase de abertura, mas acabou levando a pior contra o georgiano Gela Zaalishvili na segunda fase.

Vale uma menção ao que aconteceu na categoria pesado. O francês Teddy Riner, considerado maior judoca do mundo na atualidade, foi derrotado após dez anos. Na terceira fase, caiu para o japonês Kokoro Kageura, que foi até a final e ficou com a prata, atrás do holandês Henk Grol. Riner não perdia uma luta sequer desde 2010.

Além do bronze de Pimenta, Beatriz Souza também levou a medalha na categoria +78kg.

www.judorio.org
Judô Rio

Mais...

Buscas

Todas as notícias