Tradutor/ Translate

Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman faturam bronze para o Brasil no Mundial

Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman faturam bronze para o Brasil no Mundial
Bia e Suelen comemoram medalhas no Mundial.
Foto: Lara Monsores/CBJ

Pesadas garantiram dobradinha no pódio neste sábado, último dia de competições individuais. Disputa por equipes é neste domingo, 13

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

O Brasil conquistou duas medalhas de bronze neste sábado, 12, último dia de competição individual do Mundial que acontece em Budapeste e fecha o ranqueamento olímpico para Tóquio. A dobradinha veio com as pesos pesados Maria Suelen Altheman e Beatriz Souza, que perderam apenas uma luta e garantiram as medalhas brasileiras no evento. Rafael Silva “Baby” também lutou pelo bronze, mas terminou em quinto lugar. Eles e o restante da equipe retorna ao tatame neste domingo para a competição por equipes mistas.

+ Mayra e Buzacarini param nas oitavas no sexto dia de Mundial de Judô em Budapeste

A conquista de Maria Suelen foi um dos momentos de grande emoção neste Mundial. Pela primeira vez na carreira, ela conseguiu desbancar sua grande rival, Idalys Ortiz, de Cuba, e quebrou um tabu histórico no judô. Antes disso, Sussu bateu Yelizaveta Kalanina (Ucrânia), Mercedes Szigetvari (Hungria) e caiu para Wakaba Tomita (Japão), nas quartas. Em seguida, a brasileira se recuperou na repescagem, vencendo Nihel Cheikh Rouhou (Tunísia), que se lesionou durante o combate, e foi para o bronze com Ortiz.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

+ Ketleyn Quadros reescreve sua história

Mais agressiva, Suelen chegou a projetar a cubana duas vezes e só no golden score conseguiu a pontuação decisiva.

Já Beatriz, caminhou até a semifinal, batendo Lea Fontaine (França), Ivana Maranic (Croácia) e Nihel Cheikh Rouhou (Tunísia). O único revés foi contra a mesma japonesa que derrotou Suelen, Tomita, em combate apertado vencido pela japonesa por ippon nos últimos segundos. Na luta pelo bronze, Bia imobilizou Jula Tolofua (França) e conquistou sua primeira medalha em Campeonatos Mundiais Sênior. Essa foi sua segunda participação em Mundiais.

+ Mundial 2021 – Gabi Chibana quer dar a volta por cima após frustração em Budapeste

Rafael Silva fica em quinto

Na chave masculina, Rafael Silva também teve um bom desempenho, vencendo todas as suas lutas preliminares até as quartas de final. Ele bateu Andy Granda (Cuba), Sungmin Kim (Coreia do Sul) e Yakiv Kammo (Ucrânia) até parar no japonês Kokoro Kageura, na semifinal. Na luta pelo bronze, Baby recebeu três punições e a medalha foi para Roy Meyer (Holanda).

O Brasil ainda teve David Moura em ação neste sábado, na chave masculina. Ele estreou com boa vitória por waza-ari, dominando a luta contra Cemal Erdogan, da Turquia, e avançou às oitavas. Nessa fase, Moura não conseguiu encaixar seu jogo no duelo com o finalndês Martti Puumalainen, e acabou caindo duas vezes para o adversário, o que decretou o fim do Mundial para o brasileiro.

Nas redes sociais, David agradeceu o apoio dos torcedores e deixou uma mensagem também ao seu compatriota e concorrente pela vaga olímpica, Rafael Silva.

“É galera. Momento difícil. Não deu. Só quero agradecer demais a torcida e o carinho de todos. Parabéns pela vaga, Rafael Silva, você é um monstro”.

Os quatro pesos pesados brasileiros lutaram esse Mundial buscando a classificação para Tóquio. Além do ranking olímpico, para disputas equilibradas como no caso dessas categorias, a CBJ utilizará outros critérios para definir que levará a vaga.

A apresentação oficial da equipe olímpica será no próximo dia 16 de junho, às 14h, em transmissão ao vivo no Canal Brasil Judô, no youtube.

O Mundial continua neste domingo, 13, com a competição por equipes mistas.

Fonte: CBJ (cbj.com.br)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.