Tradutor/ Translate

Lúcia Araújo é ouro na Inglaterra e esta pronta para Tóquio

Lúcia Araújo é ouro na Inglaterra e esta pronta para Tóquio
Judoca conquista segunda medalha seguida em torneios Grand Prix; neste domingo tem mais Brasil em ação

Dona de duas medalhas de prata em Paralimpíadas (Rio 2016 e Londres 2012), a paulista Lúcia Araújo, que completou 40 anos de idade nesta semana, mostrou estar mais do que preparada para buscar a terceira, nos Jogos de Tóquio, que começarão em agosto, no Japão. Neste sábado (19), ela venceu o IBSA Grand Prix de Warwick, na Inglaterra, após ganhar os dois combates feitos na chave da sua categoria (até 57 kg).

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ Brasileiros buscam na Inglaterra últimas vagas do judô para os Jogos de Tóquio

Na decisão pelo ouro, ela derrotou a argentina Laura González no golden score – como é conhecida a prorrogação no judô. A oponente tem sido uma rival constante de Lúcia, que levou a melhor em todos os encontros dos últimos anos. As duas se enfrentaram na final do último Parapan, em Lima 2019, e no GP de Baku, disputado em maio, no Azerbaijão – ocasião em que a brasileira faturou a medalha de bronze.

Brasil vence a Rússia e fecha Mundial com bronze por equipes

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

“A felicidade já não cabe no peito. Vou voltar ao Brasil com um ouro e um bronze, estou vendo que o trabalho vem sendo bem-feito em todos os sentidos. De todos esses meus anos de Seleção, nunca me senti tão preparada como estou agora”, disse a atleta do Cesec-SP, já projetando a Paralimpíada japonesa.

Último qualificatório para Tóquio, o GP britânico acabou não sendo tão bom para os demais brasileiros que lutaram neste primeiro dia de competição. Giulia Pereira (até 48 kg), Karla Cardoso (até 52 kg) e Thiego Marques (até 60 kg) até conseguiram disputar o bronze, mas todos perderam suas respectivas lutas e ficaram fora do pódio. Maria Núbea Lins (até 52 kg) e Luan Pimentel (até 73 kg) foram derrotados nas estreias e ainda viram seus algozes ficarem pelo caminho no torneio, o que impediu os brasileiros de irem para a repescagem.

Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman faturam bronze para o Brasil no Mundial

No domingo, o GP seguirá com mais sete atletas da Seleção nos tatames: Alana Maldonado (até 70 kg), Rebeca Silva e Meg Emmerich (mais de 70 kg), Harlley Arruda (até 81 kg), Arthur Silva (até 90 kg), Antônio Tenório (até 100 kg) e Wilians Araújo (mais de 100 kg).

Suelen, Bia e Baby lutam por bronze no Mundial, neste sábado

Os combates começam às 6h e as finais serão disputadas a partir das 10h30 (horários de Brasília). A IBSA (sigla em inglês para Federação Internacional de Esportes para Cegos) transmite tudo ao vivo em seu canal no YouTube (LINK AQUI).

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos este site. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Fonte: CBDV (cbdv.org.br)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.