Tradutor/ Translate

Melhores da temporada se enfrentam no Rio de Janeiro

Arena montada na Urca também receberá o Superpraia
Foto: Ana Patrícia/Inovafoto/CBV

Dois dias depois do fim da nona etapa Open da temporada 20/21, as areias do Rio de Janeiro (RJ) voltam a receber o vôlei de praia brasileiro. De terça-feira (22.06), a partir de 9h, a sexta-feira (25.06) será disputado o Superpraia, evento que reúne as 20 duplas de melhor ranking – desde que tenham disputado ao menos três torneios junto –, novamente na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx).

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

Campeãs da nona etapa no último domingo (20.06), Ana Patricia e Rebecca (MG/CE) defendem o título do Superpraia no Rio de Janeiro. Vencedoras da última edição da competição, em 2019, a dupla espera manter o bom momento após a conquista do ouro no bairro carioca da Urca.

“A gente está bem feliz com esse retorno. A gente estava um tempinho sem competir e acabou de ganhar a nona etapa. Lógico que a gente vai com empolgação para o Superpraia, a gente ganhou o último e também foi um jogaço. A gente sabe que vão ser vários jogos difíceis, como foi na nona etapa. A gente está um pouco mais adaptada à areia da Urca, então vai ser um pouco melhor. Estamos felizes e muito empolgadas”, afirmou Rebecca.

Bárbara Seixas e Carol Solberg (RJ), que ficaram com o vice-campeonato no último fim de semana, vão em busca de mais uma medalha para a dupla formada no início de 2021 e que já conquistou três pratas em etapas Open do Circuito Brasileiro e um bronze no Circuito Mundial.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

“A expectativa é sempre muito boa. Nosso time está crescendo e acho que isso é visível na forma como a gente se vê dentro de quadra, a gente está cada vez mais motivada, animada, e isso ajuda. Acho que realmente esse torneio que a gente fez foi muito bom. A gente ficou com esse gostinho do quase, esse gostinho do ouro. Mas, ao mesmo tempo que existe um pouco dessa frustração, porque realmente foi um jogo muito bom, que a gente até teve chances de ganhar, mas sabia que ia ser um jogo difícil sempre, a gente sente também que está havendo esse crescimento, que é um processo e que o ouro está cada vez mais próximo. Acho que as outras finais do Circuito Brasileiro, a gente não conseguiu apresentar nosso melhor, e agora acho que a gente já está conseguindo criar uma consistência muito maior e apresentando isso em todos os jogos”, disse Bárbara, campeã do Superpraia em 2015 e 2016.

Bicampeões da temporada Open do Circuito Brasileiro de vôlei de praia, André Stein e George (ES/PB) vão em busca de mais um bicampeonato nesta semana. A dupla conquistou a edição do Superpraia em 2019, e vai defender o título no bairro carioca da Urca.

“A gente é o último campeão também do Superpraia, da última edição, e a gente quer o bi do Superpraia também. A gente está bem empolgado. Uma competição atrás da outra tem um desgaste também, mas, por rodar o Circuito Mundial também, a gente está mais acostumado com isso. E a gente veio com esse foco. O foco era ganhar as duas etapas. Chegamos na final nessa primeira, acabamos tropeçando na final, mas agora a gente vem com mais força para ganhar outro ouro. Ainda mais que é na principal competição da temporada, que é o Superpraia”, afirmou André, que também foi campeão da competição em 2018, ao lado de Evandro.

Campeões da nona etapa Open masculina depois de um período sem disputarem competições, Bruno Schmidt e Evandro (DF/RJ) também chegam embalados para a competição. Buscando ritmo de jogo de olho nas Olimpíadas de Tóquio, o campeão olímpico Bruno prefere não criar expectativas para esta semana.

“É muito importante para a gente voltar a competir, e a gente ainda está na dúvida com relação ao último torneio na Suíça (do Circuito Mundial). Eu tive que me ausentar de grande parte da temporada. Tive que fazer uma pré-temporada no meio da temporada já. Foi ótimo voltar a jogar o Circuito Brasileiro, estava um bom tempo afastado, com saudade já. Gostei muito desse evento na Urca, belíssimo. É realmente um privilégio jogar nessas condições. Ter estendido o torneio até o final foi ainda melhor. Complementa bem o que a gente queria, em pouco tempo jogar ao máximo, treinar ao máximo. Óbvio que nosso foco está daqui a um mês, tentar botar nossas condições físicas e técnicas no máximo para lá. Com relação ao Superpraia, minha expectativa é não ter expectativas, acho que é a melhor coisa. Como fiz nesse torneio da semana passada. Jogar dia a dia, aproveitar cada jogo, cada set, para botar em prática o que não fiz nos meses passados. Óbvio que quero jogar, gosto de jogar até o fim. O que me dá prazer é jogar o torneio do início ao fim. A minha vontade é essa, mas não crio nenhuma expectativa. Acho que está sendo um bom método de competir, a partir do que eu passei, do que a dupla vem passando”, declarou Bruno, tetracampeão do Superpraia.

Além de Ana Patricia/Rebecca e Bárbara Seixas/Carol Soberg, as duplas participantes do torneio feminino do Superpraia são Elize Maia/Thamela (ES), Josi/Juliana (SC/CE), Andressa/Vitoria (PB/RJ), Taina/Victoria (SE/MS), Taiana/Hegê (CE), Aline/Neide (SC/AL), Verena/Angela (CE/DF), Cacá Richa/Carol Horta (RJ/CE), Erica Freitas/Thati (MG/PB), Val/Vivian (RJ/PA), Talita/Maria Elisa (AL/RJ), Rafaela/Jessica (PA), Ana Luiza/Tory (SC/CE), Fabrine/Solange (BA/DF), Izabel/Teresa (PA/DF), Talita Simonetti/Victoria Strehl (CE/RS), Flavia Moura/Barbara Ferreira (RJ), Andrezza/Fernanda Melo (AM/BA).

Na competição masculina, além de André Stein/George e Bruno Schmidt/Evandro, os participantes são Guto/Arthur Mariano (RJ/MS), Renato/Adrielson (PB/PR), Fabio/Allison Francioni (CE/SC), Vinicius Freitas/Vitor Felipe (ES/PB), Oscar/Thiago (RJ/SC), Maia/Vinicius Cardozo (RJ), Hevaldo/Adelmo (CE/BA), Marcus/Jô (RJ/PB), Bernardo Lima/Eduardo Davi (CE/PR), Leo Vieira/Bruno de Paula (DF/AM), Felipe Cavazin/Luciano (PR/ES), Rafa/Fernandão (PR/ES), Harley/Averaldo (DF/TO), Lipe/Anderson Melo (CE/RJ), Leo Gomes/Gabriel Gouveia (RJ), Pedro Solberg/Arthur Lanci (RJ/PR), Alvaro Andrade/Rafael (SE/PB) e Felipe/Jefferson (DF/CE).

Dentro do planejamento de cada dupla visando aos Jogos Olímpicos de Tóquio, Ágatha e Duda (PR/SE) e Alison e Álvaro Filho (ES/PB) não disputarão o Superpraia.

TABELA DE JOGOS

SUPERPRAIA
Temporada 20/21
Local: Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 a 25 de junho
Transmissão: voleidepraiatv.cbv.com.br, Facebook da CBV, Aplicativo da CBV e SporTV

CAMPEÕES DO SUPERPRAIA

FEMININO

2019 – Ana Patricia/Rebecca (MG/CE)

2018 – Carol Horta/Taiana (CE)

2017 – Ágatha/Duda (PR/SE)

2016 – Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ)

2015 – Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ)

2014 – Talita/Taiana (AL/CE)

MASCULINO

2019 – André Stein/George (ES/PB)

2018 – Evandro/André Stein (RJ/ES)

2017 – Alison/Bruno Schmidt (ES/DF)

2016 – Alison/Bruno Schmidt (ES/DF)

2015 – Alison/Bruno Schmidt (ES/DF)

2014 – Alison/Bruno Schmidt (ES/DF)

Fonte: CBV (cbv.com.br)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.