Tradutor/ Translate

Brasil volta aos treinos na reta final de preparação para Tóquio

Seleção feminina durante treinamento em Barueri (SP)
Foto: Divulgação/CBV

Depois do vice-campeonato da Liga das Nações, a seleção brasileira feminina de vôlei voltou aos treinamentos, nesta quinta-feira (01.07), em Barueri (SP). O time comandado pelo treinador José Roberto Guimarães está na reta final de preparação para os Jogos de Tóquio. As brasileiras treinarão até sexta-feira (02.07) na cidade paulista e se reapresentarão na próxima segunda-feira (05.07) no Centro De Desenvolvimento De Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

A seleção feminina para os Jogos de Tóquio será formada pelos levantadoras Macris e Roberta, a oposta Tandara, a ponteira/oposta Rosamaria, as ponteiras Fê Garay, Gabi, Natália e Ana Cristina, as centrais Carol Gattaz, Carol e Bia e a líbero Camila Brait.

O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre o momento atual do time verde e amarelo. “Hoje temos um grupo com quatro jogadoras que já participaram dos Jogos Olímpicos, outras que tiveram muito próximas da vaga, então acho que é um grupo com uma experiência vivenciada em outros campeonatos e situações com a seleção. São jogadoras vivendo um bom momento na vida e na carreira como a Camila Brait e a Tandara”, disse José Roberto Guimarães, que ainda ressaltou a importância da Liga das Nações na preparação das brasileiras.

“Aproveitamos intensamente a Liga das Nações. Nos dedicamos aos treinamentos tanto na quadra como na academia. Estudamos os adversários. Alguns deles levaram a equipe principal e isso foi importante. O fato de termos ido a final contra os Estados Unidos deu um parâmetro para o nosso grupo. Conseguimos jogar contra os Estados Unidos quase de igual para igual”, explicou José Roberto Guimarães.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Eleita para a seleção da Liga das Nações, a central Carol Gattaz comentou sobre a participação na competição e a expectativa para Tóquio.

“Foi uma competição que tivemos muito aprendizado e crescimento ao longo dos Jogos. Foi muito legal. Buscamos o ouro, mas vimos que ainda faltavam alguns detalhes. Fiquei feliz com o prêmio, mas o importante foi a atuação do grupo. Agora vamos em busca de acertar os detalhes para chegarmos bem em Tóquio”, disse Carol Gattaz.

A líbero Camila Brait, que também se destacou na Liga das Nações, falou sobre a motivação para disputar os Jogos Olímpicos.

“Estou muito empolgada, entusiasmada mesmo para jogar. Quero dar o meu melhor para ajudar a equipe, e buscar uma medalha. Sei da responsabilidade que a posição de líbero impõe, e nos Jogos normalmente só tem um no time. Hoje me sinto madura e preparada para este desafio”, finalizou Camila Brait.

Fonte: CBV (cbv.com.br)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.