Seleção brasileira tentará reação no último dia do World Masters de Doha

Seleção brasileira tentará reação no último dia do World Masters de Doha
O medalhista olímpico Rafael Silva luta nesta quarta
Foto: Marina Mayorova/IJF

Após dois dias sem pódios nas categorias mais leves e intermediárias, o judô brasileiro chega ao último dia do World Masters de Doha, no Catar, buscando uma reação para conseguir as primeiras medalhas do ano no Circuito Mundial. Para isso, a seleção contará com sete atletas em quatro categorias. O Masters reúne os 36 melhores do mundo em cada categoria, o que torna a competição uma das mais fortes do circuito.

AMIGO LEITOR

Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico.
Venha fazer parte desta família.
Colabore com a divulgação dos esportes.
Não deixe essa chama apagar.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro
Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ Flávio Canto é Embaixador do Clima pela FIJ em campanha contra o aquecimento global

Nas chaves masculinas, Rafael Macedo (90kg) vai encarar Altanbagana Gantulga, da Mongólia, na estreia. O mongol foi prata no Grand Slam da Hungria, em outubro, e ocupa a 23ª posição no ranking mundial. Macedo é o número 14.

Judô Tênis

Nas demais categorias, o Brasil terá dobradinhas. No meio-pesado masculino, as chances ficam com Rafael Buzacarini, que encara Elmar Gasimov, do Azerbaijão, atual vice-campeão olímpico, e Leonardo Gonçalves, que estreia contra o campeão pan-americano, Shady Elnahas, do Canadá.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

+ Daniel Cargnin é o melhor brasileiro no primeiro dia do World Masters, em Doha

Nos pesados, Rafael Silva vai lutar contra IIurii Krakovetskii (KGZ) e ainda tem o francês Teddy Riner na mesma chave. Já David Moura, estreará contra o sul-coreano Sungmin Kim.

No pesado feminino, tanto Beatriz Souza (+78kg), quanto Maria Suelen Altheman (+78kg) são cabeças-de-chave e saíram de bye no sorteio, aguardando as adversárias que saírem das primeiras rodadas.

Resultados desta terça-feira, 12

Nesta terça, os cinco judocas brasileiros que lutaram em Doha caíram nas primeiras lutas. Retornando de uma cirurgia na coxa, a meio-médio Alexia Castilhos (63kg) não passou pela venezuelana Anriquelis Barrios, que avançou na chave e terminou em quinto lugar. Na mesma categoria, Ketleyn Quadros (63kg) parou em Sanne Vermeer, da Holanda, que derrotou Barrios na disputa pelo bronze.

+ Calendário internacional do judô em 2021 anima Jéssica Pereira: “já sei todas as oportunidades que terei para pontuar”

No 70kg, Maria Portela conseguiu impor dois shidos em Aoife Coughlan, da Austrália, mas sofreu o revés no Golden Score sofrendo três punições.

No masculino, Eduardo Katsuhiro (73kg) perdeu para o campeão mundial Changrin An, da Coréia do Sul, que terminou a competição com o ouro, batendo o japonês Soichi Hachimoto na final.

Eduardo Yudy Santos (81kg) não passou pelo italiano Antonio Esposito.

Essa é a primeira competição do judô em 2021. Até o Jogos Olímpicos haverá mais cinco etapas de Grand Slam, um continental e um Campeonato Mundial, todos qualificatórios para as Olimpíadas.

Programação

4h – Preliminares

11h – Finais

Ao vivo – live.ijf.org

Fonte: CBJ (cbj.com.br)

Share