Judô

Brasil fatura mais dois ouros e termina Aberto Pan-americano de Miami

3694.V

Marcio Rodrigues / FOTOCOM.NET

O Brasil faturou sete medalhas no Aberto Pan-americano de Miami, realizado nesta sexta e sábado. No primeiro dia, foram quatro medalhas, dois ouros com Allan Kuwabara (60kg) e Eleudis Valentim (52kg), uma prata com Gabriela Chibana (48kg) e um bronze com Katherine Campos (63kg). Hoje, segundo e último dia de disputas, mais três medalhas foram conquistadas. Eduardo Bettoni (90kg) e Hugo Pessanha (100kg) levaram o ouro, enquanto Daniel Barboza (+100kg) ficou com a prata.
Depois do bronze na edição de 2013, Eduardo Bettoni (90kg) fez três lutas para desta vez chegar ao ouro. Nas eliminatórias passou pelo brasileiro Nacif Elias – terceiro colocado na categoria -, que atualmente representa o Líbano. Já na segunda, Eduardo Silva derrotou o português Celio Dias, carimbando sua ida à decisão da categoria médio. O ouro veio depois do ippon (golpe perfeito) aplicado no canadense Brandon Jobb, na final.
“Campeão Open Miami! Gostaria de agradecer todo mundo que me ajuda e ajudou nessa fase! Subindo os degraus sempre!”, escreveu o atleta na sua página no facebook.
O segundo ouro do dia veio com Hugo Pessanha (100kg). O brasileiro, bronze em 2013, também fez três combates. Depois de derrotar o americano Kedge Zawack, passou pelo colega de equipe João Gabriel Schlittler na semifinal. Já na final derrotou o mexicano Sergio Garcia por ippon e garantiu a medalha dourada.
"To feliz por somar mais 100 pontos no ranking e reafirmar pra mim e para CBJ que eu já estou adaptado a categoria -100kg. Agora é focar nas próximas viagens pra cada vez mais conquistar o meu espaço", disse Pessanha.
Na categoria pesado (+100kg), de Daniel Barboza, o sistema foi rodízio (todos contra todos). Barboza perdeu para o americano Akbarzhan Iminov e para o mexicano Jose Cuevas. E derrotou o canadense Ignácio Rodriguez. O brasileiro levou a medalha de prata para casa.
Dennis Barbosa (81kg) e João Gabriel Schlittler disputaram a medalha de bronze, mas foram derrotados pelo dominicano Marcos Figuereo e pelo americano Andrew Jacobs, respectivamente, e terminaram a competição na quinta colocação.
Ricardo Serrão (81kg) e Nadia Merli (70kg) também lutaram hoje, mas acabaram deixando a competição mais cedo.
Os atletas brasileiros foram acompanhados pelo gestor técnico de alto rendimento e chefe da delegação Ney Wilson, pela técnica Rosicleia Campos e pelo fisioterapeuta Fabio Minutti.

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias