Tradutor/ Translate

Brasileiras brilham e alcançam quatro finais na Ginástica Feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Brasileiras brilham e alcançam quatro finais na Ginástica Feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio

O Brasil brilhou nas qualificatórias da Ginástica Artística Feminina, no Centro de Ginástica Ariake, em Tóquio, ao alcançar presença em quatro finais olímpicas.

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ Wanderson Oliveira garante primeira vitória do Boxe nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Rebeca Andrade se classificou em segundo lugar no individual geral (atrás apenas de Simone Biles), em terceiro lugar no salto sobre a mesa e em quarto no solo. Flávia Saraiva se qualificou em oitavo lugar na trave de equilíbrio. Depois, ao final de uma apresentação que estava muito boa no solo, sentiu o tornozelo e foi poupada das disputas no salto e nas paralelas assimétricas.

Seleção feminina estreia com vitória sobre a Coréia do Sul nos Jogos Olímpicos de Tóquio

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

No individual geral, Rebeca, ao somar 57.399, ficou pouco atrás de Biles (57.731), a maior estrela da ginástica na atualidade. O melhor aparelho da brasileira foi o salto – com duas execuções muito precisas, ficou em terceiro lugar (15.100), atrás apenas das americanas Biles (15.183) e Jade Carey (15.661).

Daniel Cargnin é bronze e garante primeiro pódio ao judô brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio

No solo, ao som de “Baile de Favela”, Rebeca, mostrando saltos impressionantes e muita graça na execução da coreografia, avançou na classificação com autoridade. Recebeu a nota 14.066, atrás de outra referência do esporte, a italiana Vanessa Ferrari (14.166) e das consistentes Biles (14.133) e Carey (14.100).

Kelvin Hoefler ganha prata no skate street e faz história nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Antes de sentir a lesão no tornozelo, Flávia se apresentou com muita segurança na trave, seu melhor aparelho, e conseguiu se classificar em oitavo lugar, com 13.966.

Ana Patrícia e Rebecca enfrentam dupla do Quênia na estreia dos Jogos Olímpicos de Tóquio

“A gente treina bastante para fazer isso. Conseguimos graças a muito trabalho, contando sempre com decisões inteligentes do nosso treinador (Francisco Porath Neto) e de avaliações para preparar a gente”, disse Rebeca.

Evandro e Bruno vencem a primeira nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Flávia não mediu elogios à colega. “A Rebeca é luz, um grande exemplo pra mim. E me disse ‘cara, se eu consegui estar aqui depois de três cirurgias, você também consegue. Sou muito fã dela”.

Primeiro dia da Ginástica dos Jogos Olímpicos o Brasil alcança quatro finais

A ginasta vai se submeter a fisioterapia e conta com um fator importantíssimo: o tempo. A final da trave será apenas na terça-feira da outra semana. “Tomamos a sábia decisão de ficar de fora do salto e das paralelas para não me prejudicar na final da trave. Estou muito feliz. Tudo sempre tem um lado bom. Estou treinando não tem nem dois meses depois de ter sofrido uma torção no tornozelo. Tive muita força para correr atrás do tempo perdido. Contei muito com o apoio da Lolo (Lorrane Oliveira), da Jade (Barbosa) e de toda uma comissão técnica correndo atrás”.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Equipe Brasileira – Ginástica Artística Masculina

Arthur Nory

Caio Souza

Diogo Soares

Francisco Barretto Júnior

Ginasta Individual

Arthur Zanetti

Chefes de Equipe

Juliana Fajardo e Henrique Motta

Coordenador e Treinador:

Marcos Goto

Treinadores:

Cristiano Albino

Ricardo Yokoyama

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Programação :

Horários (de Brasília)

Classificatória Masculina – 24/07 – 2h30

Classificatória Feminina – 25/07 – 8h20

Final por Equipes Masculina – 26/07 – 7h

Final Individual Geral Masculina – 28/07 – 7h15

Final Individual Geral Feminina – 29/07 – 7h50

Finais por Aparelhos – 01/08 – 5h

Finais por Aparelhos – 02/08 – 5h

Finais por Aparelhos – 03/08 – 5h

A Confederação Brasileira de Ginástica é patrocinada pelas LOTERIAS CAIXA.

Fonte: CBG (cbginastica.com.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.