Tradutor/ Translate

É OURO!!! É OURO!!! É OURO!!! Italo Ferreira conquista o primeiro ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio

É OURO!!! É OURO!!! É OURO!!! Italo Ferreira conquista o primeiro ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Brasileiro se torna o primeiro campeão olímpico do surfe; Gabriel Medina termina na quarta colocação
Foto: Jonne Roriz/COB

O otimismo com a ‘Brazilian Storm’ nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 era grande, tendo em vista que os últimos dois campeões mundiais de surfe estavam em ação. Mas era preciso mostrar na água que o favoritismo atribuído a eles também era justificado. E Italo Ferreira mostrou porque está entre os melhores surfistas da atualidade.

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ Fernando Scheffer conquista a medalha de Bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio

+ Seleção feminina vence República Dominicana e consegue segunda vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Em uma final de alto nível contra o japonês Kanoa Igarashi, Italo conquistou a primeira medalha de ouro para o Brasil em Tóquio, por 15.14 x 6.60, a primeira do surfe, estreante no programa olímpico. Já Gabriel Medina chegou até a semifinal, mas acabou derrotado pelo australiano Owen Wright (11.97 x 11.77).

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Vôlei de Praia dos Jogos Olímpicos de Tóquio movimenta a madrugada brasileira

Avancini larga bem e registra melhor resultado da história do MTB nos Jogos Olímpicos

“Muito feliz. Foi um dia incrível, especial, trabalhei muito para isso e acreditei. É incrível (ser o primeiro campeão olímpico do surfe)”, disse feliz o primeiro campeão olímpico de surfe.

Seleção Masculina de Vôlei vira o jogo e vence a Argentina por 3 sets a 2 nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Nas quartas de final, Italo Ferreira pegou uma onda quase perfeita (9.73) logo no início da bateria e, com uma vantagem confortável, eliminou o japonês Hiroto Ohhara (16.30 x 11.90). O adversário da semifinal foi o australiano Owen Wright, e aí o equilíbrio foi a tônica da bateria. Tanto é que eles ficaram empatados com 11.00 pontos durante parte do tempo. No fim, vitória do brasileiro: 13.17 x 12.47.

Rayssa Leal conquista a medalha de prata e se torna a atleta mais jovem do Brasil a subir em um Pódio Olímpico

Fernando Scheffer vai à final dos 200m livre e termina em oitavo no Revezamento 4x100m livre dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Na decisão, contra o japonês Igarashi, Italo dominou desde o início, conseguindo boas notas, enquanto o adversário não encontrou boas ondas.

Ana Patrícia e Rebecca estreiam com vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Já Gabriel Medina passou pelo francês Michel Bourez nas quartas-de-final em uma série que estava tranquila até os minutos finais, mas que terminou mais apertada (15.33 x 13.66). Na semifinal, contra Igarashi, Medina conseguiu surfar duas ótimas ondas na primeira metade: 8.43 e 8.33. Mas o japonês fez 9.33 a pouco mais de três minutos do fim e superou o brasileiro.

Ana Patrícia e Rebecca estreiam com vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Inicialmente, a competição de surfe não estava prevista para ser finalizada nesta terça-feira, 27. Mas os organizadores acabaram antecipando a programação devido ao tufão Nepartak, que chegou a Tóquio e aos arredores da capital japonesa.

Seleção feminina estreia com vitória sobre a Coréia do Sul nos Jogos Olímpicos de Tóquio

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

FEMININO

Única representante brasileira nas quartas-de-final, Silvana Lima teve uma pedreira pela frente: Carissa Moore, tetracampeã mundial e atual líder da WSL, que seguiu para a final contra a sul-africana Bianca Buitendag . A surfista cearense perdeu por 14.26 x 8.30.

“Comecei bem o evento, mas infelizmente hoje não deu. Gostaria muito de ter chegado na final ou até a uma medalha de bronze, mas não foi dessa vez. Estou feliz e orgulhosa por ter chegado aos Jogos Olímpicos, e o pensamento agora é continuar treinando, pois estou na minha melhor fase, mesmo aos 36 anos.”

Fonte: COB (cob.org.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.