Judô

Análise da FIJ para as categorias médio de ambos os naipes e meio pesa

83.V

Análise da FIJ para as categorias médio de ambos os naipes e meio pesado feminino

No médio feminino, a campeã mundial e medalhista olímpica de bronze Yuri Alvear (COL) estará no auge de sua carreira se atingir o seu terceiro título mundial. Alvear, 28, foi imbatível em 2009 e 2013 e é mais do que capaz de defender com sucesso seu título, o que é uma verdadeira raridade. Kim Polling (NED) tem feito tudo ao seu alcance para melhorar sua medalha de bronze do Mundial 2013. Tem sido altamente ativa no Circuito Mundial e mostrou sua melhor forma com o título europeu e as vitórias nos Grand Slams em Baku e Tyumen.

Laura Vargas-Koch (GER) terminou em segundo no Campeonato Europeu e no Mundial do ano passado e aos 24 anos de idade pode ser um fator importante neste ano, enquanto a medalhista de prata nos Jogos da Comunidade Britânica Sally Conway (GBR) deveter o melhor desafio de sua carreira para entrar de vez no cenário internacional.
No meio pesado feminino, a atual campeã mundial Kyong Sol (PRK) foi, sem dúvida, a grande surpresa do Mundial de 2013. Ela foi a única judoca norte-coreana a conseguir uma medalha no campeonato. Sol, 24 anos, era mais conhecida por uma medalha de prata no Campeonato Asiático antes de ser uma revelação no Rio e voltou ao nível internacional ao vencer o Grand Prix de Ulaanbaatar, em julho.

Já a campeã olímpica Kayla Harrison (EUA) fez seu regresso ao Circuito Mundial depois de pausa por conta de uma lesão em junho e ganhou o Grand Prix de Havana, a primeira competição da FIJ a contar pontos para a qualificação para os Jogos Rio 2016. Harrison, 24 anos, ficou com a prata no Grand Slam de Tyumen recentemente mas não pode competir a final devido a uma lesão no pescoço.

Medalhista de bronze no último Mundial, Mayra Aguiar (BRA) também voltou com sucesso depois de se recuperar de lesão, ganhando o ouro em Tyumen, seu primeiro evento desde o Mundial de 2013. A medalhista olímpica de bronze Audrey Tcheumeo (FRA) sabe o que é preciso para vencer um título mundial após triunfar em 2011.

No médio masculino, o medalhista de prata nos Jogos de Londres, Asley González (CUB) ganhou o seu primeiro título mundial um ano atrás, depois de ter sido derrotado duas vezes pelo campeão europeu Varlam Liparteliani (GEO). González pode não ser capaz de defender a sua coroa já que está se recuperando de uma cirurgia no ombro.

O georgiano Liparteliani nunca foi campeão do mundo mas esteve mais perto do que nunca no ano passado e tem estado no topo de seu jogo nos últimos meses com os títulos do Grand Prix de Havana e do Campeonato Europeu, mostrando que está no caminho certo para um grande desafio mundial.

Três vezes medalhista mundial, Kirill DENISOV (RUS) ainda está em busca de seu primeiro título mundial e terá a melhor chance de sua carreira em sua terra natal. Duas vezes campeão mundial Ilias Iliadis (GRE) é o homem para grandes decisões e tem um conjunto de habilidades que pode eletrizar o público ao redor do mundo.

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias