Judô

Depois de aval do COI, FIJ reconhece Comitê Olímpico do Kosovo

49.V

A Federação Internacional de Judô (IJF) anunciou o reconhecimento do Comitê Olímpico do Kosovo, território ainda reivindicado pela Sérvia e não reconhecido por outros países como independente. A posição do presidente da entidade, Marius Vizer, seguiu à mesma tomada pelo Comitê Olímpico Internacional.

“Considero que foi uma decisão humana, madura e justa, bem como um ato de fair play para com os membros da comunidade esportiva, com um grande impacto sobre o futuro do esporte no Kosovo e na região dos Balcãs”, ressaltou Vizer, salientando que a medida teve cunho absolutamente desportivo.

“Apesar de muitas vezes a organização de grandes eventos esportivos globais depender muito de decisões políticas, neste caso a solução do estatuto do Kosovo é uma decisão puramente desportiva e deve ser considerada e tratada como tal. Todos os membros da humanidade têm o direito aos valores universais, e o esporte definitivamente é um dos valores universais mais importantes da sociedade”, disse.

O presidente da Federação Internacional de Judô vê a posição como uma medida que criará novas perspectivas para os desportistas do Kosovo.

“Esta decisão vai abrir novos horizontes e oportunidades, e irá gerar entusiasmo e espírito positivo entre os jovens do Kosovo para o benefício da amizade, união e paz entre as nações”, destacou.

A judoca bicampeã mundial Majlinda Kelmendi é um dos exemplos recentes de atletas da região que tiveram que competir defendendo cores de outros países: nas Olimpíadas de Londres 2012, representou a Albânia. O Kosovo fica na península balcânica, no Sudeste da Europa. Em 2008, o governo local declarou-se independente da Sérvia, que, por sua vez, reivindicou o território.

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias