Tradutor/ Translate

Brasil estreia com vitória no Sul-Centro de Handebol

Brasil estreia com vitória no Sul-Centro de Handebol
Foto: CBHB/Divulgação

O Brasil estreou com vitória no Torneio Sul-Centro de Handebol, nesta terça-feira (25), contra o Paraguai, no Ginásio Geraldão, no Recife. Com uma atuação consistente, os guerreiros venceram os paraguaios por 46×19 e assumiram a liderança do Grupo B ao lado do Chile, que venceu a Costa Rica por 34×16. A Seleção dominou todo o jogo, esteve à frente do placar desde o início e mostrou que entrou na competição para buscar não apenas uma das quatro vagas no Mundial de 2023, mas também a taça de campeão. Destaque para o ponta Rudolph, que foi escolhido o melhor do jogo e ainda terminou como artilheiro, com 11 gols.

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ Seleção Brasileira de Handebol estreia nesta terça-feira (25), contra o Paraguai, no Ginásio Geraldão

Judô Tênis

O Brasil começou o jogo com a base da equipe que vem jogando desde o pré-olímpico, com Torriani, Chiufa, Gustavo, João Pedro e Haniel, no ataque, e Petrus na vaga de João Pedro, no momento de defender. No gol, Rangel começou a partida. A equipe não demorou muito a abrir a diferença no placar e aos 15 minutos já estava 11×5 para os guerreiros.

Com a diferença de seis gols no placar, o técnico Marcus Tatá tirou todos os jogadores de linha e colocou os atletas que iniciaram no banco de reservas em quadra. Desta forma, entraram Rudolph, Cléber, Nantes, Arthur, Dutra e Borges, com Ponciano entrando na defesa, no lugar de um dos armadores. Rangel permaneceu no gol.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

O time manteve a mesma pegada e não teve dificuldade de encolver o adversário, marcar com qualidade e chegar com facilidade ao ataque. No final do primeiro tempo, o Brasil vencia por 23×12, com destaque para os contra-ataques com o ponta Rudolph, que marcou sete gols e foi o artilheiro do time dos 30 minutos iniciais.

Na segunda etapa, o técnico Marcus Tatá utilizou o mesmo planejamento. Manteve o time inicial por 15 minutos, quando o Brasil aumentou ainda mais a diferença, chegando ao placar de 34×15 numa atuação muito forte no sistema defensivo e rápida na transição para o ataque. O time conseguia diversificar as jogadas no sistema ofensivo e ainda marcar em alguns momentos no 6/0 e outros no 5/1 ou mesmo 4/2.

Nos 15 minutos finais, mesmo com uma diferença no placar considerável, o time não diminuiu o ritmo. Pelo contrário. Se manteve buscando o gol durante todo o confronto. Tanto que fechou o placar em 46×19, explorando principalmente as roubadas de bola seguidas de contra-ataques em velocidade.

Nesta quarta-feira, o Brasil volta a quadra pelo Sul-Centro para enfrentar a Costa Rica, às 20h. Uma vitória pode garantir a classificação da equipe para as semifinais do torneio.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Fonte: CBHB (cbhb.org.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.