Judô

Brasil escalado para Desafio Internacional no primeiro evento-teste do

46.V

Brasil escalado para Desafio Internacional no primeiro evento-teste do Centro Pan-americano de Judô

O Desafio Internacional entre Brasil e Itália será o primeiro evento-teste do Centro Pan-americano de Judô, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, no próximo dia 30 de novembro, às 13 horas, com transmissão ao vivo do SporTV. Será um desafio misto, com três mulheres nas categorias meio leve (52kg), meio médio (63kg) e pesado (+70kg) e homens do leve (73kg) e do médio (90kg). A convocação brasileira foi divulgada nesta quarta-feira, 19 de novembro. Eleudis Valentim (52kg), Marcelo Contini (73kg), Mariana Silva (63kg), Eduardo Bettoni (90kg), Rochele Nunes (+70kg) e Camila Nogueira (+70kg) formarão a equipe verde e amarela. Os técnicos Mário Tsutsui e Mário Sabino comandam a seleção, que será acompanhada pela fisioterapeuta Roberta Mattar e pelo assistente João Gabriel Pinheiro.

A equipe brasileira vai mesclar atletas mais experientes com jovens promessas do judô brasileiro, como é o caso de Camila Gebara. A atleta de Dourados, interior do Mato Grosso do Sul, é mais um fruto da descentralização do judô brasileiro. Depois de conquistar títulos importantes nacionais, a peso pesado disputou o Mundial Sub 21 este ano em Fort Lauderdale.

“Eu fiquei muito feliz com essa convocação, ainda mais porque eu não vinha de um bom resultado no Mundial Sub 21. Veio em boa hora porque, com certeza, vai me ajudar na preparação para as Seletivas de Base e Rio 2016 que vou disputar em dezembro”, disse a jovem de apenas 19 anos e que já bateu na trave da seleção principal em 2012, quando ficou em terceiro lugar na primeira etapa da Seletiva Rio 2016 que distribuía duas vagas.

Camila treinará com Rochele Nunes, reserva de Maria Suelen Altheman na seleção, e que também disputará a Seletiva. Já Marcelo Contini teve a sua vaga garantida na seleção até os Jogos do Rio por conta da colocação no ranking mundial. O Desafio vai ser a última competição do ano para o atleta.

“É sempre bom lutar contra europeus. Espero fazer uma boa luta e conseguir mais uma vitória para a equipe do Brasil. Vai ser mais uma conquista para fechar um ano muito bom, de belos resultados que me garantiram fora da Seletiva!”, disse o leve que teve como principais resultados no ano a prata no Grand Slam de Tyumen, além de ouro no Aberto Pan-americano de Buenos Aires e prata no de Montevidéu. “E que venha 2015 com muito mais resultados este”, concluiu Contini.

Centro Pan-americano de Judô – O CPJ foi entregue à Confederação Brasileira de Judô em julho de 2014. O maior centro de treinamento das Américas foi a primeira instalação concluída com recursos do projeto Brasil Medalhas, cuja finalidade é preparar o país para as Olimpíadas de 2016.

Essa estrutura, que será a casa do judô brasileiro e pan-americano e integrará a Rede Nacional de Treinamento, conta com o que há de mais moderno para a prática do esporte: ginásio climatizado para treinamentos e competições, alojamento para até 72 atletas, auditório para 200 pessoas, academia, restaurante, piscina semi-olímpica, quadra poliesportiva de 18x36m², salas de apoio e arquibancada para 1.900 lugares.

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias