Judô

Sorteadas as chaves do Grand Slam de Tóquio

3789.V

Foram sorteadas na madrugada desta quinta-feira, 04/12, as chaves do Grand Slam de Tóquio, competição que encerra o calendário internacional. O Brasil será representado por 11 atletas na competição. No primeiro dia, entram em ação Sarah Menezes (48kg), Érika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Felipe Kitadai (60kg), Eric Takabatake (60kg) e Charles Chibana (66kg). A chave completa pode ser conferida no arquivo em anexo.

No ano passado, o Brasil conquistou quatro medalhas na competição. Érika Miranda (52kg), Charles Chibana (66kg) e Rafael Silva (+100kg) ficaram com a prata e Sarah Menezes (48kg) foi bronze. A comissão técnica será formada por Ney Wilson, chefe de delegação; Amadeu Moura, gerente de alto rendimento; pelos técnicos Luiz Shinohara, Rosicleia Campos e Yuko Fujii; o fisioterapeuta Gláucio Paredes; o massoterapeuta Hans Peter Stubreiter, o estrategista Leonardo Mataruna e a nutricionista Gisele Lemos.

Análise da FIJ para as categorias em que o Brasil estará em ação no primeiro dia do Grand Slam de Tóquio.

No superligeiro, Sarah Menezes, atual campeã olímpica, e Ami Kondo, atual campeã mundial sênior e sub 21, despontam como favoritas. Mas elas terão companhia de nomes importantes como a argentina Paula Pareto, vice-campeã mundial em Chelyabinsk, e a mongol Otgontsetseg Galbadrakh, prata nos Grand Slams de Moscou e Baku.

No masculino, a Federação Internacional citou o atual campeã mundial e número um do ranking mundial, Boldbaatar Ganbat (MGL) como o favorito ao título. Entre os que podem atrapalhar a caminhada dele na competição, estão Amartuvshin Dashdavaa (MGL), Orkhan Safarov (AZE), Kim Won-Jin (KOR) e Felipe Kitadai.

No meio leve, a vice-líder do ranking mundial e vice-campeã mundial em 2014, a romena Andreea Chitu, é a mais forte candidata ao título em Tóquio. Porém, Érika Miranda, bronze em Chelyabinsk, a alemã Marren Kraeh, bronze no Mundial 2013, e israelense Gili Cohen, sexta colocada no ranking mundial, também se colocam como candidatas ao pódio.

No masculino, o atual campeão mundial Masashi Ebinuma que luta em casa, é o favorito. Mas numa categoria que conta com os seis primeiros colocados do ranking mundial na disputa, o japonês não terá vida fácil. Entre os que se colocam como obstáculo ao título de Ebinuma estão Charles Chibana, pelo russo Mikhail Pulyaev e pelo mongol Tumurkhuleg Davaadorj.

No leve, oito das dez melhores colocadas no ranking mundial estarão em ação e, por isso, será uma das categorias mais disputadas da competição. Rafaela Silva, campeã mundial em 2013; a portuguesa Telma Monteiro, vice-campeã mundial em 2014; a alemã Miryam Roper, terceira do ranking mundial, e a austríaca Sabrina Filzmoser estão entre as favoritas. Porém, se o fator casa pesar a favor, as japonesas Nae Udaka e Kaori Matsumoto, atual campeã olímpica, deverão brigar pelo título.

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias