Judô

Judocas amazonenses recebem prêmios por bom desempenho em 2014

132.V

Divulgação/CBJ
Franciso Perseu Lima ganhou troféu pelo ouro nos Jogos Escolares da Juventude 15 a 17 anos e Rafaela Barbosa por ter sido campeã da Seletiva Rio 2016.

Franciso Perseu Lima ganhou troféu pelo ouro nos Jogos Escolares da Juventude 15 a 17 anos e Rafaela Barbosa por ter sido campeã da Seletiva Rio 2016.

Dois judocas do Amazonas receberam prêmios no final do ano pelo bom desempenho em 2014. Rafaela Barbosa foi homenageada pela Fieam - Federação das Indústrias do Estado do Amazonas – no encerramento das atividades da diretoria da entidade no ano. Ela recebeu um prêmio por ter vencido a categoria meio leve na terceira e última etapa da Seletiva Rio 2016, se tornando a única representante do norte do país na seleção brasileira principal.

Já Francisco Perseu Lima, campeão dos pesados nos Jogos Escolares da Juventude de 15 a 17 anos em João Pessoa, recebeu um troféu de destaque masculino no Prêmio Brasil Olímpico pelo título na competição. Com 16 anos e 1,79m de altura, Perseu foi campeão ao derrotar o tricampeão sul-americano Matheus Rocha e faturar sua primeira medalha de ouro em uma competição nacional.

“A conquista dos Jogos Escolares foi uma emoção muito grande. Abriu novas oportunidades na minha carreira e me mostrou que a superação é possível na vida. Fiquei nervoso por estar ao lado de tantos atletas olímpicos no dia do prêmio”, que recebeu a homenagem na cerimônia no último dia 18 no Theatro Municipal, no centro do Rio de Janeiro, que definiu o ginasta Arthur Zanetti e as velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze como os melhores atletas do ano.

O manauara, bem como boa parte das crianças, “rodou” por muitos esportes até encontrar seu caminho. Passou pelo futebol, natação, luta livre, jiu jitsu e capoeira antes de iniciar o judô.

“Foi no judô que minha mãe viu uma atividade de ocupação e disciplina. Hoje eu só tenho a agradecer por ela sempre me incentivar e me acompanhar”, disse. “A academia em que comecei a praticar judô acabou fechando e fiquei sem treinar por algum tempo. Quando voltei aos treinamentos, em um mês conquistei o ouro dos Jogos Escolares Amazonenses. Pude viajar e conhecer meu atual sensei, Gláucio Mendonça. Foi com ele que evoluí o meu judô e cheguei onde estou hoje”, contou.

*Com informações da reportagem do Globoesporte.com que pode ser acessada em http://globoesporte.globo.com/am/noticia/2014/12/judoca-amazonense-recebe-premio-brasil-olimpico-por-bom-desempenho.html

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias