Tradutor/ Translate

Ney Wilson Pereira encerra ciclo na CBJ para ser diretor no Comitê Olímpico do Brasil

Gerente de Alto Rendimento do judô foi anunciado nesta quinta-feira, 24, pelo presidente Paulo Wanderley Teixeira como novo diretor de esportes de alto rendimento do COB

Foto: JudoRio/Divulgação

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

Após 21 anos e 14 medalhas olímpicas, Ney Wilson Pereira encerra ciclo na CBJ para ser diretor no Comitê Olímpico do Brasil

Judô Tênis

O gerente de Alto Rendimento, Ney Wilson Pereira, deixará seu cargo na Confederação Brasileira de Judô para assumir o posto de Diretor de Esportes de Alto Rendimento do Comitê Olímpico do Brasil. Ele dividirá a diretoria com Kenji Saito, que será diretor de esportes de Desenvolvimento do COB. As novidades foram anunciadas nesta quinta-feira, 24, pelo COB em seu site.

“Recebemos com surpresa e orgulho a notícia da nomeação do Ney Wilson para a diretoria de Esportes do Comitê Olímpico do Brasil. Felicitamos ao COB pela escolha de um excelente gestor esportivo e desejamos todo sucesso ao Ney nesse novo desafio. Temos certeza que ele fará um grande trabalho para o esporte brasileiro a exemplo do que fez nos 21 anos que liderou a gestão de Alto Rendimento da CBJ”, afirmou Silvio Acácio Borges, presidente da CBJ.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Ney Wilson Pereira encerra ciclo na CBJ para ser diretor no Comitê Olímpico do Brasil
Foto: CBJ/Divulgação

+ Atletas e treinadores estrangeiros aprovam qualidade e estrutura do treinamento de campo no Brasil

Torneio de Abertura realizado pela FJERJ é um grande sucesso na Arena da Juventude

É neste sábado (19), em São Paulo o Grand Prix de Judô Paralímpico

Na CBJ desde 2001, Ney comandou a seleção brasileira de judô em cinco edições de Jogos Olímpicos (Atenas 2004, Pequim 2008, Londres 2012, Rio 2016 e Tóquio 2020), contribuindo para a conquista de 14 medalhas (2 ouros e 12 bronzes). Em Mundiais, foram 39 medalhas individuais e nove por equipes, além de diversas conquistas em Campeonatos e Jogos Pan-Americanos, Grand Prix e Grand Slam.

Nesta quinta, ele despediu-se dos colaboradores da Confederação evidenciando o trabalho de todos para que o judô alcançasse os resultados e o sucesso durante sua gestão.

“Essa equipe é muito boa, os nossos resultados são do time CBJ. Sem o trabalho de vocês a gente não alcançaria o objetivo de uma Confederação esportiva que é a performance. A minha chegada ao COB é graças ao trabalho dessa equipe. Estou indo para lá para dirigir uma área de alta performance e espero encontrar uma equipe tão boa quanto essa. Deixo registrado meu muito obrigado. Essa é uma conquista de todos nós”, disse.

Judocas se adaptam às novas regras visando a estreia no Grand Prix de Judô Paralímpico

Brasil receberá elite do Judô Europeu e Sul-Americano em Pindamonhangaba

O Campeão Olímpico Aurélio Miguel será homenageado no II Congresso Olímpico Brasileiro

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Ney Wilson seguirá na CBJ até 9 de abril contribuindo para o processo de transição de gestão com a presidência e a gestão executiva. Seu substituto será anunciado em breve.

“Foi tudo muito rápido e, por isso, ainda estamos avaliando as possibilidades. É um posto muito importante, vamos definir com calma para poder fazer bem feito esse processo de transição”, explicou Robnelson Ferreira, gestor executivo da CBJ.

Fonte: CBJ (cbj.com.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.