Critérios para formação da Seleção Olímpica de Natação são divulgados pela CBDA

Critérios para formação da Seleção Olímpica de Natação são divulgados pela CBDA
Seleção será definida entre os dias 19 e 24 de abril, no Parque Aquático Maria Lenk

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos divulgou, nesta segunda-feira (1º), os critérios de convocação da Natação para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A Seletiva Olímpica Brasileira – Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação está marcada para o Rio de Janeiro, entre os dias 19 e 24 de abril.

AMIGO LEITOR

Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico.
Venha fazer parte desta família.
Colabore com a divulgação dos esportes.
Não deixe essa chama apagar.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro
Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

A Seletiva Olímpica Brasileira será a única oportunidade para que os atletas obtenham vagas nos Jogos Olímpicos. Nas provas individuais, estarão classificados os campeões e vice-campeões de cada prova, desde que obtenham o índice A estabelecido pela Federação Internacional de Natação. Valerão apenas os índices feitos na Final A.

+ Após sete meses de espera Victor Colonese recebe bronze dos Jogos Pan-americanos Lima 2019

Judô Tênis

“Os critérios de classificação para os Jogos Olímpicos foram debatidos exaustivamente durante o ano passado e, com o adiamento dos Jogos e da Seletiva, houve uma nova revisão e estamos divulgando com três meses de antecedência para dar uma segurança e uma tranquilidade para os atletas e treinadores trabalharem visando a seletiva”, disse o diretor de Natação da CBDA, Eduardo Fischer.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

+ Seleção de natação com jovens talentos é convocada para Sul-Americano

Para composição dos revezamentos, será necessário respeitar os critérios de participação também estabelecidos pela FINA, assim como a regra para atletas “Relay Only”, que podem ser conferidos na página 4 do documento disponibilizado pela entidade. Clique aqui e veja.

“Uma importante mudança em relação ao critério para a Seletiva adiada foi o revezamento feminino, que ficava preso a uma colocação no Mundial de Gwangju. Agora há a possibilidade de classificação via tomada de tempo, que é um critério da FINA, respeitando os critérios de Relay Only”, completou.

Revezamento 4x100m livre masculino

Classificado para os Jogos Olímpicos, por conta do resultado no Mundial de Gwangju, em 2019, o revezamento 4x100m livre masculino será formado pelos quatro primeiros colocados da prova individual dos 100m livre. Caso o quinto colocado consiga nadar igual ou abaixo do índice estabelecido pela FINA, ele será convocado como reserva. Além disso, o quinto colocado terá preferência na lista de vagas do “Relay Only”.

Revezamento 4x200m livre masculino

Campeão e recordista mundial em piscina curta, o revezamento 4x200m livre também conseguiu classificação no Mundial de piscina longa, na Coreia. Este revezamento será formado pelos quatro primeiros do 4x200m livre. Caso o quinto colocado faça um tempo igual ou abaixo do índice da FINA, ele também será convocado. Além disso, ele terá a segunda preferência na lista de vagas do “Relay Only”.

Revezamento 4x100m medley masculino

Também classificado via Mundial de Gwangju, o revezamento 4x100m medley terá sua formação definida com os campões das provas de 100m livre, 100m peito, 100m borboleta e 100m costas. Ainda segundo o regulamento, a vitória em uma prova de estilos não define que o atleta estará na prova de revezamento nos Jogos Olímpicos. Exemplo: Caso a comissão técnica julgue que o vice-campeão dos 100m peito, também convocado para a prova individual, esteja melhor, ele pode ser escolhido.

Revezamentos femininos e mistos

Ainda sem classificação, os revezamentos femininos e mistos precisarão passar por uma repescagem em eventos disponibilizados pela FINA entre 01/03/2019 e 31/05/2021. Durante a seletiva olímpica, serão disponibilizadas tomadas de tempo para estes revezamentos tentem vagas nos Jogos Olímpicos. Entenda como clicando aqui.

Formação da comissão técnica

A comissão técnica da seleção brasileira que irá aos Jogos Olímpicos será formadas pelos treinadores – ainda sem quantidade definida – com melhores resultados dentro do ranking da FINA, obtido por seu melhor treinador na seletiva, considerando sempre apenas provas olímpicas.

Fonte: CBDA (novo.cbda.org.br)

Share