Rio 2016

Índia quer recuperar "glória perdida” no hóquei sobre grama nos Jogos

3123.V

Getty Images/Suhaimi Abdullah
Campeã dos Jogos Asiáticos 2014, seleção indiana virá em busca do ouro nos Jogos Rio 2016

Campeã dos Jogos Asiáticos 2014, seleção indiana virá em busca do ouro nos Jogos Rio 2016

Índia quer recuperar "glória perdida” no hóquei sobre grama nos Jogos Rio 2016

Primeira classificada no masculino, equipe asiática – que é oito vezes campeã - sonha com volta ao topo do pódio após 36 anos

O torneio masculino de hóquei sobre grama dos Jogos Rio 2016 já tem um participante definido: a Índia, classificada com o título dos Jogos Asiáticos 2014. Dona de oito ouros Olímpicos, a seleção virá para a primeira edição dos Jogos da América do Sul com um objetivo claro e desafiador - retomar o papel de protagonista no cenário internacional após 36 anos fora do pódio. (Saiba como comprar seu ingresso)

“O hóquei indiano já dominou o mundo no passado, conquistando oito ouros nos Jogos Olímpicos. Ganhar a nona medalha dourada seria um feito muito importante e especial. Temos uma história gloriosa no hóquei e fãs muito apaixonados, que ficarão frenéticos se vencermos”, afirma Sardar Singh, capitão da equipe indiana.

"Todo o país sonha com a conquista da medalha de ouro e a recuperação da glória perdida", completa o goleiro P.R. Sreejesh.

Das oito medalhas de ouro indianas, seis foram conquistadas em sequência, entre os Jogos Amsterdam 1928 e Melbourne 1956. As demais vieram em Tóquio 1964 e Moscou 1980. Desde o último ouro, no entanto, a equipe não subiu mais no pódio Olímpico. E, a partir de Los Angeles 1984, Grã-Bretanha, Paquistão, Holanda, Alemanha e Austrália se revezaram no topo.

Na seleção indiana desde 2006, Sardar Singh relaciona o começo do declínio indiano à adoção dos campos de grama artificial nas principais competições internacionais, durante a década de 70.

“A utilização da grama artificial nos campos tornou o jogo mais baseado na velocidade do que na técnica, e o hóquei praticado na Ásia, e especialmente na Índia, sempre foi reconhecido pela habilidade. Levamos algum tempo para nos ajustar ao piso e ao novo estilo de jogo que ele exige, enquanto os times europeus e a Austrália melhoraram bastante neste período”, explica o capitão.

Mas, segundo ele, depois de passar por dificuldades na adaptação, a seleção indiana já está pronta para voltar a brilhar nos Jogos.

“Nos últimos anos, conseguimos evoluir e aumentar a velocidade do nosso jogo. Após os últimos resultados, podemos dizer que estamos entre os melhores do mundo e que vamos lutar pelo ouro nos Jogos Rio 2016”, aposta.

Capitão Sardar Singh em ação na final dos Jogos Asiáticos 2014, contra o rival Paquistão (Foto: Getty Images/Suhaimi Abdullah)

Os resultados que reforçam a confiança da equipe são o título dos Jogos Asiáticos 2014, obtido com uma vitória sobre o tricampeão Olímpico e arquirrival Paquistão, e os três triunfos sobre a Austrália, líder do ranking mundial, em uma série de jogos na casa do adversário.

“Estes resultados foram muito animadores e representam um bom começo na nossa preparação para os Jogos Rio 2016”, comemora o goleiro Sreejesh.

Para ele, a classificação para os Jogos Olímpicos com dois anos de antecedência é um diferencial importante na preparação da equipe.

“Foi a melhor coisa que nos aconteceu. Temos bastante tempo para realizar nossa preparação e testar diversas estratégias. Nas competições que teremos pela frente, testaremos novas variações e daremos oportunidades a jogadores mais jovens. Temos tempo, um extenso grupo de jogadores talentosos e uma equipe técnica muito experiente”, diz o goleiro.

P.R. Sreejesh foi o goleiro da seleção indiana nos Jogos Londres 2012 (Foto: Getty Images/Jeff Gross)

Com a classificação garantida, os indianos já se imaginam nos Jogos Rio 2016. Conquistar a torcida dos brasileiros é um dos objetivos do capitão Sardar Singh.
“Sei que as pessoas na cidade amam os esportes e a paixão que têm pelo futebol é mundialmente conhecida. Espero um bom público nas partidas e espero que torçam por nós”, diz o jogador.

Até o fim deste ano, serão definidos os 12 países classificados para o torneio masculino dos Jogos Olímpicos Rio 2016. As vagas sairão da Liga Mundial, dos Jogos Pan-Americanos, do Campeonato Europeu, da Copa da Oceania e do Pré-Olímpico Africano.

www.rio2016.org
Rio 2016

Mais...

Buscas

Todas as notícias