Judô

Com final brasileira no médio feminino, Brasil fecha Montevidéu com 13

4633.V

Divulgação/CBJ
Maria Portela (70kg) e Luciano Corrêa (100kg) ficaram com o ouro, Rochele Nunes (+78kg) e Barbara Timo (70kg) com a prata e Leandro Guilheiro (81kg) foi bronze neste domingo.

Maria Portela (70kg) e Luciano Corrêa (100kg) ficaram com o ouro, Rochele Nunes (+78kg) e Barbara Timo (70kg) com a prata e Leandro Guilheiro (81kg) foi bronze neste domingo.

Com final brasileira no médio feminino, Brasil fecha Montevidéu com 13 pódios

Cinco brasileiros conquistaram medalhas neste domingo, 15, último dia do Aberto Pan-americano de Montevidéu, no Uruguai, fechando em 13 o número de pódios do Brasil na competição com as oito medalhas do sábado. O resultado deixou o país na segunda colocação geral, atrás apenas da Rússia.

Em mais uma final 100% brasileira - Mariana Silva e Veronice Chagas haviam decidido a disputa do meio-médio (63kg) no sábado - Maria Portela (70kg) venceu Barbara Timo em confronto duríssimo decidido no golden score. Depois de levar uma punição, a gaúcha encaixou um golpe e pontuou com um yuko para garantir o ouro.

"Estou muito feliz por ter dado tudo certo no dia de hoje. Fiquei mais confiante e motivada para a próxima etapa na Argentina, acreditando no trabalho que venho fazendo", disse Portela. "Cada luta com a Barbara é diferente. Nós nos conhecemos bastante e nossa luta acaba sempre sendo um bom confronto."

O segundo ouro do dia veio com o experiente Luciano Corrêa (100kg). Depois de vencer três lutas por ippon, o brasileiro chegou à final contra o russo Adlan Bizultanov. Em duelo equilibrado, Luciano começou levando duas punições, mas pontuou com um yuko para ficar com o primeiro lugar.

O Brasil ainda chegou à uma terceira final, com Rochele Nunes (+78kg), que buscava o tricampeonato da competição. Na decisão, a portorriquenha Melissa Mojica conseguiu pontuar com dois yukos e um waza-ari, deixando a brasileira com a prata.

Quem também chegou às finais foi o medalhista olímpico Leandro Guilheiro (81kg). Depois de três vitórias na primeira fase, Guilheiro caiu na semifinal para o francês Antoine Jeannin, mas se recuperou na disputa pelo bronze contra Juan Diego Turcios (ESA), pontuando com um waza-ari a apenas 9 segundos do fim da luta.

A equipe permanece em Monteviéu até a próxima quinta-feira e, em seguida, parte para a vizinha Argentina onde disputa o Aberto Pan-americano de Buenos Aires nos dias 21 e 22.

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias