Tradutor/ Translate

Pinheiros é heptacampeão do Troféu Brasil de Atletismo no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro

Pinheiros é heptacampeão do Troféu Brasil de Atletismo no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro
Pinheiros conquista o sétimo título com superioridade
Foto: Wagner Carmo/CBAt

A equipe de São Paulo manteve sua hegemonia na competição interclubes; Rafael Pereira (Clã Delfos), com ouro e recordes brasileiro e sul-americano nos 110 m com barreiras, e Viviane Lyra, com recorde do Troféu nos 20.000 m marcha atlética foram eleitos os melhores atletas da competição

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

O Esporte Clube Pinheiros venceu o XLI Troféu Brasil Loterias Caixa Interclubes de Atletismo neste sábado (25/6), com 435 pontos, e também foi campeão no masculino (195,5) e feminino (239,5). Esse foi o sétimo título consecutivo do clube de São Paulo na competição, que este ano proporcionou aos atletas a experiência de competir no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro. 

Judô Tênis

A Orcampi foi a segunda colocada na classificação geral (167 pontos) e também no masculino (85,5) e terceira no feminino (81,5). A UCA, de Santa Catarina, foi a terceira na qualificação geral (166), a segunda no feminino (83) e a terceira no masculino (83). 

Por Estados, São Paulo teve o predomínio e somou 39 medalhas (12 de ouro, 14 de prata e 13 de bronze), com Santa Catarina em segundo e 10 medalhas (3 de ouro, 4 de prata e 3 de bronze), Rio Grande do Sul em terceiro com 3 (2 de ouro e 1 de prata), o Distrito Federal em quarto com 4 (2 de ouro e 2 de bronze) e Pernambuco em quinto com 2 medalhas de ouro.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Os melhores atletas da competição foram Rafael Pereira (Clã Delfos-MG), que venceu os 110 m com barreiras em 13.17, recorde brasileiro e sul-americano, e Viviane Lyra (Associação Fortes e Velozes), campeã dos 20.000 m marcha atlética, primeira prova da competição, com 1.33.37.13, novo recorde do Troféu Brasil. Rafael está qualificado para o Mundial de Atletismo do Oregon, Estados Unidos, e Viviane já foi convocada para os 35 km da marcha atlética. O Mundial será de 15 a 24 de julho. 

Na avaliação do presidente do Conselho de Administração da CBAt Wlamir Motta Campos o balanço da edição de 2022 é superpositivo. “Valeu a pena todo o esforço”, resumiu. “Mais uma vez quebramos paradigmas, ousamos pegar o caminho não o mais fácil, mas o que precisava ser pego – o de trazer mais uma vez o atletismo para o Estádio Olímpico -, os resultados apareceram. Foi um esforço hercúleo, até porque desde 2009 não havia uma competição aqui, mas estamos satisfeitos com os resultados e a grandiosidade do evento – colocamos o atletismo na dimensão que ele deveria tomar e o reconhecimento dos parceiros é gratificante”, disse Wlamir Motta Campos.

Joel de Oliveira, presidente da Federação Paulista de Atletismo (FPA), o Estado campeão do Troféu Brasil, disse que os clubes, atletas e treinadores se preparam visando o Troféu Brasil. “A maior parte dos nossos clubes de alto rendimento esteve representada nesta edição. É a chance de mostrar o trabalho para os patrocinadores, de os atletas alcançarem os resultados que o excelente nível técnico da competição permite e de confirmar o prestígio de nossa federação.”

Robson Maia, presidente da Federação Estadual Rio de Atletismo (FERAT), disse que o Troféu Brasil representou o “resgate do orgulho do atletismo no Rio de Janeiro, para promover a potencialidade de todas as equipes e atletas e dos novos que virão”. “Temos tido um aumento de equipes se federando e acreditando no nosso trabalho, que tem o respaldo da CBAt.”

Jerry Welton Gadelha, presidente da Federação Cearense de Atletismo (FCAt), disse que a mais tradicional competição do País motiva todos os clubes e atletas. “Para o Ceará, o Troféu Brasil é uma referência pelo alto rendimento esportivo. Os campeonatos regionais e estaduais buscam vagas para o Troféu Brasil.”

Francisco Xavier de Oliveira, da Federação de Atletismo do Distrito Federal, que teve atletas como Joaquim Cruz, Carmem de Oliveira e Eronilde Araújo nos anos 80, explicou que a entidade atua “num processo de resgate do atletismo”. “É muito importante fortalecermos os projetos que temos em Brasília. Temos uma marcha atlética muito forte – com quatro medalhas para o DF nos 20.000 m, por exemplo. Estivemos presentes com os quatro clubes e isso é muito importante para nós.”

Marcelo Moriyama, presidente da Federação de Mato Grosso do Sul (FAMS), disse que seu Estado tem muitos atletas iniciando, com idades entre 18 e 20 anos, e o “Troféu Brasil é um incentivo para eles treinarem mais forte. Nesta edição trouxemos quatro atletas, mas o objetivo é termos mais atletas competindo nesse nível.”

Também estiveram presentes os presidentes da Federação Mineira de Atletismo Gustavo Ranieri Duarte e da Federação Alagoana de Atletismo Mahebal de Vasconcelos Santos.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Números – O Troféu Brasil 2022 recebeu a inscrição de 755 atletas, de 123 clubes, representando 22 Estados e o Distrito Federal.

Teve transmissão ao vivo do Canal Olímpico do Brasil e Canal Atletismo, plataforma streaming da NSports durante as sete etapas disputadas, um total de 27 horas de transmissão e 36 mil visualizações.

Um total de 228 planos de saúde NewOn foram disponibilizados para os seis primeiros colocados em cada prova. A NewOn também esteve presente na competição com sua ‘tenda’ de recovery montada na pista externa do Estádio Olímpico. Os profissionais médicos e fisioterapeutas atenderam 250 atletas, num total de 400 atendimentos nos quatro dias de competições. 

A competição teve o apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), que desenvolve o programa de formação de atletas juntamente aos clubes integrados e ENADS VEJA AQUI

A NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro para a entidade gestora do esporte e os atletas brasileiros, visando a saúde integral dos indivíduos e apoio às competições.

Fonte: CBAt

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.