Tradutor/ Translate

O Judoca Walter Carmona entra para o Hall da Fama do COB

Judoca se junta a Chiaki Ishii, Aurélio Miguel e Rogério Sampaio na seleta lista que homenageia grandes figuras olímpicas brasileiras

O Judoca Walter Carmona entra para o Hall da Fama do COB

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

Medalhista de bronze em Los Angeles 1984, o judoca Walter Carmona terá seu nome eternizado no esporte brasileiro ao ingressar o Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil. A confirmação aconteceu nessa quarta-feira (29), após reunião da Comissão Avaliadora, onde seis outros atletas também receberam a homenagem. 

Judô Tênis

Carmona participou de três edições dos Jogos Olímpicos e cada uma delas lhe reservou momentos marcantes. Fora a conquista do bronze em 1984, ele fez sua estreia no evento em Moscou 1980, competindo em duas categorias: médio e aberta (peso livre), e foi porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de abertura de 1988, em Seul. O judoca também foi campeão pan-americano e sul-americano e bronze no Campeonato Mundial de 1979, realizado em Paris. 

+ Depois da prata e do bronze, Thiego Silva quer o inédito ouro do Grand Prix

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

+ Seleção Brasileira de judô paralímpico faz primeiro treino antes do Grand Prix

“É sempre um momento especial para o Comitê Olímpico do Brasil poder homenagear alguns dos ícones do esporte brasileiro. Essas são as pessoas que inspiram gerações de atletas, que marcaram a história do esporte no país, então poder relembrá-los e fazer um tributo, reconhecendo esse esforço, essa determinação, é uma alegria”, disse Paulo Wanderley, presidente do COB. 

A biografia completa, fotos, vídeos e páginas de jornais com os feitos dos atletas ficarão disponíveis para o público no Hall da Fama digital, no site do COB. Além disso, os novos membros da galeria serão homenageados em eventos e, em uma cerimônia especial, terão suas mãos ou pés eternizados em moldes. As peças serão exibidas em uma futura exposição no Centro de Treinamento do COB, no Rio de Janeiro. 

Rosicleide  Andrade buscará seu terceiro pódio em 2022, no Grand Prix de Judô

Lúcia Araújo busca medalha e retorno à liderança do ranking no IBSA Grand Prix de Judô

Ao todo, são 35 atletas vinculados à lista, que foi lançada em 2018. Walter Carmona é o quarto judoca homenageado. Além dele, estão Chiaki Ishii, primeiro a ganhar uma medalha olímpica para o judô brasileiro, Aurélio Miguel, campeão olímpico em Seul 1988, e Rogério Sampaio, campeão olímpico em Barcelona 1992. 

Em 2022, foram esses os membros adicionados: Walter Carmona (judô), Manoel dos Santos (natação), Marcelo Ferreira (vela), Ricardo Prado (natação), Renan Dal Zotto (vôlei), Yane Marques (pentatlo) e Melânia Luz (atletismo).

Campeonato Brasileiro Sub-18 esquentou a briga por vaga no Mundial da Bósnia

Centro de Treinamento Paralímpico sedia Grand Prix de judô

Fonte: COB

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.