Tradutor/ Translate

Brasil perde para os Estados Unidos nas quartas de final da Liga das Nações

Seleção masculina perde para os Estados Unidos nas quartas de final da Liga das Nações; Mundial é o próximo desafio

Brasil perde para os Estados Unidos nas quartas de final da Liga das Nações
O ponteiro Leal foi o maior pontuador com 18 acertos
Foto: Divulgação/VolleyballWorld

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

A seleção brasileira masculina perdeu de virada para os Estados Unidos nas quartas de final da Liga das Nações: 3 sets a 1 (25/20, 22/25, 23/25 e 17/25). A partida foi realizada nesta quarta-feira (20.07), na Unipol Arena, em Bolonha (ITA), onde acontece a fase final desta edição. O próximo desafio da equipe é o Campeonato Mundial, de 26 de agosto a 11 de setembro, na Polônia e na Eslovênia – a seleção masculina vai em busca do tetracampeonato.  

Judô Tênis

O ponteiro Leal foi o maior pontuador do jogo, com 18 acertos. Seu companheiro de posição Lucarelli fez 16, e o oposto Darlan, 13 pontos. O Brasil encerrou a campanha na competição com oito vitórias em 13 jogos.

+ Campeão Olímpico Lucão reforça a seleção masculina na fase final da Liga das Nações

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Andressa e Vitória conquistam bronze no Challenge de Espinho

Lucarelli, ponteiro, 16 pontos (15 de ataque e um de saque): “Claro que não estamos contentes com o resultado, esperávamos chegar em mais uma semifinal e buscar mais um título. Mas infelizmente isso não aconteceu. Sabemos onde pecamos, o que poderíamos ter feito melhor. No voleibol de hoje os detalhes são muito importantes, e hoje não soubemos aproveitar as oportunidades. E não podemos tirar o mérito do adversário que foram muito bem, mas sabemos que podemos melhorar em algumas coisas”. 

Bruninho, levantador e capitão: “Foi uma competição difícil. Hoje enfrentamos um adversário muito forte, um duelo que é um clássico do voleibol mundial. Eles foram melhores e acabaram levando a vitória. Tivemos pontos positivos como a chegada do Darlan e o desempenho dos centrais que foram muito bem em toda a competição. Agora temos que seguir acreditando no processo e continuar trabalhando. Ainda temos o que evoluir e o nosso time mostrou mais uma vez que tem jogadores que podem fazer a diferença e mudar uma partida”. 

Seleção Brasileira Feminina de Vôlei é Vice-Campeã da Liga das Nações

Comissão Técnica permanente da CBV acompanha duplas nacionais de perto

Renan Dal Zotto, técnico da seleção masculina: “O nosso time se empenhou ao máximo, todos os atletas. O jogo foi decidido nos detalhes, no primeiro set nós fomos melhor, no segundo eles foram superiores, no terceiro tivemos chances e não conseguimos aproveitar. No quarto set, que começou um pouco estranho, nós reagimos, mas não sustentamos. Claro que há muitos méritos do nosso adversário de hoje, mas tentamos o tempo todo e quem esteve dentro de quadra se doou por completo”. 

Para a etapa final em Bolonha, a seleção masculina conta com os levantadores Bruninho e Cachopa; os centrais Isac, Flávio, Aracaju e Lucão; os líberos Thales e Maique; os ponteiros Lucarelli, Adriano, Rodriguinho e Honorato; o ponteiro/oposto Leal; e o oposto Darlan. 

Andressa/Vitória e Taiana/Hegê disputam a etapa Challenge de Portugal

Seleção Feminina enfrenta a Sérvia em busca da vaga na final da Liga das Nações

ESTATÍSTICAS 

GALERIA DE FOTOS 

Liga das Nações 

Primeira etapa: 

Brasília – Brasil 

08/06 – Brasil 3 x 0 Austrália (25/14, 25/18 e 25/21)
09/06 – Brasil 3 x 1 Eslovênia (25/21, 21/25, 25/20 e 25/16)
11/06 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (25/21, 25/27, 20/25 e 20/25)
12/06 – Brasil 0 x 3 China (23/25, 30/32 e 23/25) 

Segunda etapa 

Sofia – Bulgária 

22/06 – Brasil 1 x 3 Polônia (16/25, 25/22, 16/25 e 22/25)
23/06 – Brasil 3 x 0 Sérvia (25/18, 26/24 e 25/17)
24/06 – Brasil 3 x 0 Irã (30/28, 25/23 e 25/19)
26/06 – Brasil 3 x 0 Bulgária (25/21, 25/19 e 25/22) 

Terceira etapa: 

Osaka – Japão 

06/07 – Brasil 3 x 1 Alemanha (25/27, 25/17, 25/20 e 25/19)
07/07 – Brasil 3 x 0 Canadá (25/18, 25/19 e 25/16)
08/07 – Brasil 0 x 3 França (21/25, 22/25 e 21/25)
10/07 – Brasil 3 x 0 Japão (25/23, 25/23 e 25/22) 

Fase Final 

Quartas de final
20/07 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (25/20, 22/25, 23/25 e 17/25) 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro 

Fonte: CBV

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.