Judô

Judô para crianças estimula intelecto e habilidade motora

4435.V

Shutterstock
Judô para crianças pode dar resultado até na sala de aula.

Judô para crianças pode dar resultado até na sala de aula.

Uma ótima opção para quem quer matricular seu filho em uma atividade física extracurricular é o judô para crianças. Trata-se de um exercício completo, que trabalha não apenas aspectos da formação motora, muscular e cognitiva, mas também o intelecto da criança. Todos esses benefícios levaram a Unesco a considerá-lo o melhor esporte para formação inicial de jovens de 4 a 21 anos.

Benefícios do judô para crianças

A palavra japonesa "judô" pode ser traduzida como “caminho suave”. Refere-se a uma arte marcial criada em 1882 por Jigoro Kano, cujo principal conceito é utilizar a força do oponente contra ele próprio. Ou seja, trata-se de um esporte que estimula ideias de não-violência.

Nos anos de formação, não é tão importante ensinar às crianças a importância de saber competir, ou seja, de ganhar. Para os pequenos, pode ser bem mais proveitoso aprender corretamente as técnicas e o autocontrole necessários para dominar um esporte e uma habilidade. E nesse quesito, o judô para crianças é perfeito.

Disciplina no judô para crianças

Talvez o primeiro dos benefícios do judô para crianças seja a disciplina. Como arte marcial e esporte, o judô tem suas regras. Para o objetivo ser conquistado – derrubar e/ou imobilizar o oponente –, há movimentos permitidos e outros proibidos, ou seja, não vale qualquer artifício.

A criança deve aprender a respeitar essas regras. Ela também vai ter que entender que o esporte não é apenas diversão. Para um melhor desempenho o atleta treina suas técnicas com bastante repetição de movimentos, para só depois aplicá-los em uma luta. O judô ainda induz conceitos morais como humildade, perseverança, tolerância, cooperação, respeito, coragem, compostura e cortesia.

Benefícios físicos do judô para crianças

Entre os benefícios físicos do judô para crianças, estão principalmente o desenvolvimento psicomotor dos pequenos, domínio corporal, flexibilidade, coordenação e aperfeiçoamento do reflexo. Como não é um esporte violento, o judô não exige um esforço físico que possa ser prejudicial ao desenvolvimento ósseo e de seus órgãos que, nessa idade, são bastante vulneráveis.

A prática dessa arte marcial melhora a postura e desenvolve habilidades que vão equilibrar seus impulsos naturais. A criança terá ótimas condições de dominar perfeitamente seus músculos e membros, trabalhando conceitos e movimentos como localização espacial, perspectiva, ambidestria, lateralidade, jogar, puxar, empurrar, rastejar, pular, rolar, cair e coordenação conjunta e independente de ambas as mãos e pés.

Benefícios mentais do judô para crianças

O controle total dos movimentos, no entanto, não é uma habilidade apenas física. Uma luta envolve concentração total e pensamento rápido. Um movimento errado em uma fração de segundo pode significar a derrota, caso o adversário tenha velocidade de raciocínio para se aproveitar da falha.

Assim, o equilíbrio mental para chegar a essa condição é fundamental. O judô também desenvolve a mentalidade de proteger o seu próprio corpo em situações difíceis, melhorando o autocontrole e autoconfiança. Fora isso, possibilita que as crianças enfrentem a timidez típica da idade, socializando com seus colegas.

Resultados

Estudos mostram que alunos de escolas que adotam o judô como esporte têm uma melhora significativa no seu comportamento, principalmente em relação à socialização. Crianças ociosas, que não praticam nenhum esporte, tendem a ser mais agitadas, com um menor poder de concentração. Essa paz de espírito da arte marcial japonesa talvez seja o seu maior benefício. Uma criança mais centrada e concentrada tem tudo para se destacar nos estudos.

vivomaissaudavel.com.br
Redação

Mais...

Buscas

Todas as notícias