Judô

Amizade embala recuperação de Maria Suelen Altheman para os Jogos Pan-Americanos

3765.V

Divulgação/CBJ
Relação com a fisioterapeuta Priscila Marques, ex-adversária nos tatames, é força extra para buscar bom resultado em Toronto.

Relação com a fisioterapeuta Priscila Marques, ex-adversária nos tatames, é força extra para buscar bom resultado em Toronto.

Adversárias durante muitos anos na categoria pesado, Maria Suelen Altheman e Priscila Marques não terminaram a relação depois da aposentadoria de Priscila em 2009, justamente depois de perder uma Seletiva para entrar na seleção para Suelen. Hoje, a fisioterapeuta é uma das principais responsáveis pela recuperação do joelho direito de Sussu, lesionado na final do Mundial 2014 em Chelyabinsk, na Rússia, contra a cubana Idalys Ortiz em tempo recorde.

“Clinicamente, ela não tem mais nada. Mas ainda está no processo de adaptação. Em alguns movimentos, ela ainda apresenta insegurança. O nosso objetivo é justamente de tirar essa insegurança dela, a cada dia, a cada treinamento. Tanto dentro do tatame, com os técnicos, quanto na fisioterapia”, revelou a fisioterapeuta Priscila Marques.

Assim, Suelen foi convocada para a disputa dos Jogos Pan-Americanos mesmo tendo operado os ligamentos cruzado anterior, colateral medial e colateral lateral há pouco mais de seis meses. Por ironia do destino, ela pode reencontrar justamente Ortiz, número um do mundo, na primeira competição depois de quase um ano sem lutar.

“Eu estou me sentindo bem. Vai ser a minha primeira competição depois da lesão. Eu acho que essa lesão serviu também para eu ficar um pouco mais focada. O lado bom da lesão foi que eu estou com ainda mais vontade de chegar em Toronto e ser campeã. Quero reencontrar com a cubana na final. Agora é a hora que eu vou ter de encarar ela novamente”, afirmou a duas vezes vice-campeã mundial. "A vontade está a mil e a preparação também. Estou bem focada e preparada para fazer o meu melhor”, revelou.

Moradoras de Santos, Priscila e Suelen tem uma convivência além do consultório de fisioterapia. Com a experiência de um bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio em 2007, Priscila se tornou uma espécie de tutora de Suelen. As conversas fizeram com que a relação ultrapassasse a rivalidade de atleta de quase cinco anos e a da vivência judoca e fisioterapeuta.

“Eu tenho certeza de que ela vai fazer um bom papel. Estou na torcida e ela sabe que pode contar comigo tanto na fisioterapia quanto na amizade”, revelou a ex-judoca Priscila Marques.

A peso pesado entra em ação no último dia de disputas de judô nos Jogos Pan-Americanos no dia 14 de julho no Mississauga Sports Centre.

www.cbj.com.br
Assessoria de Imprensa/CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias