Toronto 2015

Noite de gala para a Natação Brasileira no Pan Toronto 2015

1157.V

Divulgação/COB
Atletas conquistam seis medalhas, sendo três de ouro, e Thiago Pereira bate recorde de Gustavo Borges

Atletas conquistam seis medalhas, sendo três de ouro, e Thiago Pereira bate recorde de Gustavo Borges

Foi uma noite para entrar na história da natação brasileira. Nesta quarta-feira, 15 de julho, o Brasil assegurou seis medalhas, sendo três de ouro – João de Lucca nos 200m livre, Thiago Simon nos 200m peito e o revezamento 4x200m livre - e três de bronze – Manuella Lyrio nos 200m livre, Thiago Pereira nos 200m peito e Leonardo de Deus nos 200m costas.

Para coroar esta noite, Thiago Pereira atingiu à marca de 21 medalhas pan-americanas. Com isso, ele superou o recorde de pódios de Gustavo Borges em Jogos Pan-Americanos e ficou mais próximo de ultrapassar o ginasta cubano Eric Lopez, que coleciona 22 medalhas na competição.

O quarteto brasileiro, formado por Luiz Altamir, João de Lucca, Thiago e Nicolas Oliveira, conquistou a medalha de ouro com o tempo de 7min11s15, novo recorde pan-americano – o anterior também pertencia ao Brasil e havia sido obtido no Rio 2007. O Canadá ficou com a segunda colocação (7min17s33) e a Venezuela completou o pódio (7min21s14) após a desclassificação dos Estados Unidos. Os norte-americanos, no entanto, entraram com recurso.

Thiago relembrou a sua primeira medalha pan-americana.

"No meu primeiro Pan-americano, em 2003, em Santo Domingo, tinha apenas 17 anos. Me tornar o maior recordista da história já me deixa feliz. Esses são momentos únicos, que ficam na memória, e nadar o revezamento com esses caras foi um prazer. Foi bastante empolgante. Se eu continuar representando o país da forma como estou hoje, posso pensar em 2019", afirmou Thiago, que dedicou a medalha de ouro à Dona Rose, sua mãe. "Ela foi a iniciante disso tudo", completou.

O primeiro a sair com a medalha de ouro da piscina nesta quarta-feira foi João de Lucca. Com o tempo de 1min46s42, novo recorde pan-americano – o anterior era de Brett Fraser, das Ilhas Cayman, obtido em Guadalajara 2011. O argentino Federico Grabich (1min47s62) ficou com a prata e o norte-americano Michael Weiss (1min4s.63) com o bronze. O brasileiro Nicholas Oliveira (1min47s81) terminou em quinto lugar.

"Esse vai ser um dia que vou marcar no calendário para sempre me lembrar dessa competição. Encerrei muito bem e tive um aproveitamento de cem por cento. Ficava imaginando os revezamentos e foi importante para quebrar uma barreira e abrir uma nova porta na minha carreira", disse João de Lucca que disputou seu primeiro Pan-americano.

Na prova dos 200m peito, Thiago Simon completou a prova com o tempo de 2min09s82 e nova marca pan-americana – a anterior pertencia ao norte-americano Sean Mahoney (2min11s52) obtida em Guadalajara 2011. A medalha de prata ficou com o canadense Richard Funk (2min11s51).

A primeira medalha da natação brasileira na noite saiu na prova dos 200m livre feminino. Manuella Lyrio marcou o tempo de 1min58s03 e conquistou o bronze. O ouro ficou com a norte-americana Allison Schmitt (1min56s23) e a prata com a canadense Emily Overholt (1min57s55), Larissa Oliveira terminou a prova em quinto lugar (2min00s32).

Nos 200m costas, Leonardo de Deus fez o tempo de 1min58s27 conquistando a medalha de bronze. Os norte-americanos Sean Lehane (1min57s47) e Carter Griffin (1min58s18) ficaram com o ouro e a prata, respectivamente.
Nos 200m peito, Pamela Souza fez 2min32s41 e terminou na oitava colocação. Nos 200m costas, Joanna Maranhão ficou em quinto lugar com o tempo de 2min12s05.

www.cob.org.br
COB

Mais...

Buscas

Todas as notícias