Toronto 2015

Brasil conquista Prata por equipe e Bronze individual no CCE

2051.V

Divulgação/COB
Resultado foi o melhor do país na modalidade, em Jogos Pan-americanos, desde 1995

Resultado foi o melhor do país na modalidade, em Jogos Pan-americanos, desde 1995

Em 2009, a dona de um cavalo apareceu na cocheira do cavaleiro Ruy Fonseca e perguntou se o animal tinha potencial. O nome dele era Tom Bombadill Too e ele nunca havia participado de competições internacionais, embora já tivesse 9 anos – a maioria começa em torno dos 5 anos. Na tarde deste domingo, 19 de julho, seis anos depois, Tom Bombadill Too conquistou, com Ruy, um bronze nos Jogos Pan-americanos Toronto 2015. Foi a primeira medalha individual do CCE (Concurso Completo de Equitação) em 20 anos, depois que André Giovanini ganhou também um bronze em 1995. Naquele ano, o Brasil ainda foi ouro por equipes no CCE, e Ruy estava lá. Dessa vez, a medalha por equipes foi de prata – o país tem também uma prata por equipes em 1999 e três bronzes por equipes em 2003, 2007 e 2011.

“Vi que o Tom Bombadill tinha talento, mas precisava ganhar experiência. Ele está quase chegando ao seu auge. Nos Jogos Olímpicos de 2016, estou certo que de que estará no ápice”, comentou Ruy, que viu o ouro individual escapar no último salto. O cavaleiro estava em primeiro lugar após dois dias de competição, ao fim das provas de adestramento e de cross country. Esta tarde, na de saltos, foi o último a entrar no circuito. A americana Marilyn Little, montando RF Scandalous, e a canadense Jessica Phoenix, com Pavarotti, estavam perto e haviam zerado seu percurso. Após os saltos dos 31 primeiros cavaleiros e amazonas, começou a chover. Só faltava Ruy. Que derrubou uma cerca no último obstáculo.

“Não foi culpa da chuva, foi um erro. Foi como se eu estivesse ganhando o ouro em uma final de Copa do Mundo e sofresse um pênalti aos 47 minutos do segundo tempo. Mas estou muito feliz com a medalha. Com as duas”, disse Ruy, antes de ir comemorar com seus companheiros de equipe, Henrique Plombon (com Land Quenote), Carlos Parro (com Caulcourt Landline) e Jorge Márcio Carvalho (com Lissy MacWayer). “O CCE brasileiro vem crescendo, principalmente depois da contratação do Mark Todd”, analisou Henrique Plombon, referindo-se ao treinador neozelandês que, como atleta, foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Los Angeles 1984 e Seul 1988.

www.cob.org.br
COB

Mais...

Buscas

Todas as notícias