Toronto 2015

Seleção Feminina vai à semi e garante sua 3ª Medalha na História

2104.V

Divulgação/COB
Lin Gui, Caroline Kumahara e Ligia Silva batem a Colômbia e podem conquistar feito inédito

Lin Gui, Caroline Kumahara e Ligia Silva batem a Colômbia e podem conquistar feito inédito

Lin Gui, Caroline Kumahara e Ligia Silva garantiram nesta segunda-feira (20) ao menos a medalha de bronze por equipes nas disputas de tênis de mesa dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. Com uma grande exibição, as brasileiras derrotaram a Colômbia por 3 jogos a 0 e avançaram às semifinais da competição.

A seleção feminina já levou outras duas medalhas em Jogos Pan-Americanos, ambas de bronze e por equipes, em Havana/1991 e Winnipeg/1999. Esta última contou com a participação de Ligia, que fazia sua estreia na competição.

As brasileiras duelarão nesta terça (21), às 11h (de Brasília), com a equipe porto-riquenha, formada por Adriana Díaz (179ª), Melanie Díaz (346ª) e Carelyn Cordero (327ª), por uma inédita vaga na decisão. Os dois países fizeram a decisão do Campeonato Latino-Americano deste ano, realizado em Buenos Aires, na Argentina, com vitória verde e amarela.

A final por equipes do Pan está marcada para as 18h desta terça. O vencedor de Brasil x Porto Rico terá pela frente Estados Unidos ou Canadá.

Após a vitória desta segunda, a brasileiras demonstraram um discurso afinado: o primeiro objetivo foi alcançado, mas todas acreditam que podem ir além.

"Viemos para brigar pelo ouro, achamos que temos nível para isso. Tirar o peso de já ter garantido uma medalha é positivo. Esperamos jogar um pouco mais soltas, mas com o mesmo foco. Vamos estudar de uma forma saudável o jogo delas para estarmos preparadas", disse Carol, em sintonia com Ligia.

"A medalha era nosso objetivo e estamos muito contentes, mas não satisfeitas. Tiramos um peso, mas vamos em busca de mais. Respeitamos, conhecemos as adversárias e vamos buscar essa final", emendou a amazonense radicada em Santos (SP).

Para Lin Gui, as porto-riquenhas tentarão pressionar no duelo nesta terça. No entanto, a brasileira garantiu que a equipe está preparada para lidar com a situação.

"Elas virão com tudo para cima, acho que soltarão o braço. Trabalhamos com essa pressão por muito tempo. Não podemos nos sentir satisfeitas, temos de seguir lutando. Vamos acalmar um pouco a cabeça para chegarmos bem amanhã", projetou.

O técnico Hugo Hoyama, dono de 15 medalhas pan-americanas como jogador, aprovou a atuação de suas comandadas.

"Esperava uma atuação como essa. A preparação que fizemos e a forma como elas vinham jogando mostravam que isso poderia acontecer. Isso é muito legal, dá ainda mais motivação para amanhã", disse.

Fonte: CBTM

www.cob.org.br
COB

Mais...

Buscas

Todas as notícias