Natação

Cielo consegue novo tempo do planeta em 2014 nos 50m borboleta

875.V

Satiro Sodré/CBDA
Cielo superou o tempo do sul-africano Roland Schoeman

Cielo superou o tempo do sul-africano Roland Schoeman

Leonardo de Deus bateu o recorde brasileiro nos 400m livre que durava havia sete anos
A penúltima noite de finais do Troféu Maria Lenk 2014, nesta sexta-feira, 25/04, trouxe ótimos resultados ao Parque Aquático do Ibirapuera. Cesar Cielo Filho nadou os 50m borboleta, prova em que é bicampeão mundial, em 23s01 e fez a melhor marca do ano na distância. Outro destaque da noite foi o recorde brasileiro de Leonardo de Deus nos 400m livre que durava desde 2007.

Cielo, do Minas Tênis, queria baixar dos 23 segundos e quase conseguiu, mas mesmo com 23s01 seu tempo supera o do sul-africano Roland Schoeman, 23s18, e passa a ser o melhor do ano no mundo. Nicholas Santos, da Unisanta, é sempre um adversário de peso nesta prova e ficou em segundo, com 23s23. Fechando o pódio, Marcelo Chierighini, do Pinheiros, com 23s95.

"Os 50m borboleta foi uma prova saudável, eu e Nicholas temos condições de nadar mais baixo, na casa dos 22 segundos, para buscar algo em competição internacional. Sabia que, se saísse atrás, seria difícil buscar na piscina atrás do Marcelo, um finalista de Mundial. Mas vamos buscar forças amanhã para melhorar ainda mais a situação do clube na competição", Cielo que, perguntado sobre a volta de Phelps, que ficou com uma medalha de prata em sua primeira prova, nos EUA,, disse que “ele ainda está sem ritmo de competição, mas daqui a pouco vai ser o Phelps que todos conhecem. E sua volta vai dar aos Jogos do Rio, em 2016, ainda mais importância à competição”.

Daynara de Paula, do Sesi/SP, foi a brasileira mais bem colocada na versão feminina dos 50m borboleta (26s64). Antes dela chegaram a dinamarquesa Jeanette Ottensen Gray (25s41) e a holandesa Inge Dekker(25s93).

Leonardo de Deus, do Corinthians, fez um duelo emocionante com Miguel Valente, do Minas Tênis, e mesmo saindo muito cansado da piscina venceu a prova batendo o antigo recorde brasileiro dos 400m livre. Ele fez 3m50s90 e a marca anterior pertencia a Armando Negreiros, 3m51s18, desde 2007. Miguel terminou com 3m51s36 e o bronze ficou com Giuliano Rocco, do Minas Tênis, por 3m54s55.

"Esta foi a prova mais cansativa da minha vida. Saí chateado ontem nos 200m borbo, mas hoje agradeço ao apoio das crianças do Corinthians que vieram nos prestigiar. A prova foi duríssima, o Miguel está em ótima fase e é mais novo do que eu, mas queria muito este recorde. Mas travei no final e foi difícil. Quase apaguei quando a prova terminou. Agora é pensar no Pan Pacífico, meu principal objetivo no ano. E quanto a volta do Phelps, gostei, pois é o meu ídolo. Mas agora, além de mim, tem o Chad e o japonês que vão querer vender caro a derrota pra ele nos 200m borboleta, caso ele volte pra esta prova", disse Leo.

Carolina Bilichi (4m13s93), Manuella Lyrio (4m16s55), ambas do Minas Tênis, e Poliana Okimoto, do Corinthians (4m18s52) formaram o pódio feminino dos 400m livre. Carol conquista assim, o bicampeonato da prova.

"Esperava um tempo melhor, mas estou feliz pela minha evolução. Terminei bem na minha última prova do Maria Lenk 2014. Não sei se ainda dá pra se inscrever na prova de amanhã (sáb) dos 5km, nem sei se meu técnico aprova. Mas no futuro, penso também nas maratonas aquáticas. Hoje, minha melhor prova é a dos 400m livre, seguida pela dos 800m", disse Carol, que conquistou no Sul-Americano Juvenil do Chile, em 2013, o prêmio de melhor nadadora e também o de melhor maratonista aquática, algo inédito.

Thiago Pereira, do Corinthians, quase que bate seu recorde de campeonato nos 200m medley. Ele fez 1m57s98 e a marca que é dele mesmo, feita em 2012, é 1m57s11. O tempo também supera de longe índice para o Pan Pacífico (1m59s99). Thiago Simon, do Corinthians, que subiu ao pódio com Pereira nos 400m medley foi prata também nos 200m (2m00s37).

"Eu já estou sentindo o cansaço da competição. Minha garganta está querendo me pegar desde ontem à noite. Fiquei feliz pela forma como eu nadei, mais um índice e isso é mais motivação para as próximas competições do ano. Na prova a adrenalina ajuda, mas agora estou sentindo o corpo doer. Encerrei o Maria Lenk hoje e o próximo compromisso é o Campeonato Brasileiro Sênior, de 7 a 10 de maio, no Rio e depois vou para o Grand Prix de Charlotte, nos Estados Unidos", informou Thiago.

A húngara Katinka Hosszú, do Corinthians, novamente nadou abaixo do recorde sul-americano e venceu os 200m medley com 2m10s60, novo recorde de campeonato. A segunda colocada também foi estrangeira, a argentina Florencia Perotti, nadando pelo Grêmio Náutico União (2m18s37). O título brasileiro da prova foi para a terceira colocada, Nathalia Almeida, do Flamengo (2m18s39).

Os revezamentos 4x100m livre fecharam o dia com o recorde de campeonato da turma do Corinthians, 3m43s16, formada por Katinka Hosszú (que abriu em 54s43), Natalia de Luccas, Isabela Silva e Jeanette Ottensen Gray. A prata ficou com o Sesi/SP (3m44s50) de Etiene Medeiros (56s18), Priscila Souza, Giovanna Diamante e Daynara de Paula. O Minas Tênis subiu no degrau de bronze (3m46s27), com Inge Dekker (55s15), Lorrane Ferreira, Roberta Albino e Manuella Lyrio.

No masculino, João de Lucca (48s90), Leonardo Alcover(48s98), Bruno Fratus (48s51) e Marcelo Chierighini (48s65), do Pinheiros, venceram com 3m15s04. Em seguida veio o time do Minas Tênis de Nicolas Oliveira (49s49), Fernando Silva (49s40), Felipe Martins (49s75) e Cesar Cielo Filho (48s56), que somou 3m17s20. A equipe da Unisanta ficou com o bronze pelo tempo de 3m18s02 feitos por Matheus Santana, que abriu em 49s02, Vinicius Waked, Nicholas Santos e Thiago Sickert.

Corinthians no rumo para quebrar um jejum de 48 anos – O Corinthians está na liderança do Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação, com 2311,50 pontos. Está no caminho para comemorar neste sábado, 26/04, um título que não conquista desde o tricampeonato de 1964,65,66. Em segundo na pontuação está o Minas Tênis, com 1679, seguido pelo Pinheiros, com 1269 pontos. O Corinthians também lidera no feminino com 1501 pontos, bem à frente do Minas, segundo colocado, com 666 pontos. Mas entre os homens, os mineiros estão à frente com 1013 pontos, com o Pinheiros em segundo lugar, com 814, e o Corinthians, com 810,50.

Evento teste de 5km – Neste sábado, às 13h30, na raia olímpica da USP, haverá a prova de 5 km que pela primeira vez está sendo realizada durante o Troféu Maria Lenk. A idéia, caso seja aprovada, é que a prova passe a fazer parte do programa e venha a contar pontos na competição. Por enquanto é um teste que dará medalhas e troféus para os vencedores. Estão inscritos 28 atletas, entre eles a campeã mundial Poliana Okimoto, e os medalhistas mundiais Allan do Carmo e Samuel de Bona.

O Troféu Maria Lenk de Natação 2014 acontece com recursos dos Correios – Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros, e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva – Governo Federal – Ministério do Esporte, Speedo, Sadia e Universidade Estácio de Sá. Além do apoio do Governo do Estado de São Paulo.

O programa de provas (eliminatórias às 9h30m e finais às 17h):
Dia 26/4 (sábado) = 100m livre F e M / 50m peito F e M / 200m costas F e M / 4x100m medley F e M

Resultados Finais 5ª etapa
200m Medley F – 1) Katinka Hosszú – Corinthians – 2m10s60 / 2) Florência Perroti – Grêmio Náutico União/RS – 2m18s37 /3) Nathalia Almeida – Flamengo – 2m18s39
200m Medley M – 1) Thiago Pereira – Sesi/SP – 1m57s98 / 2) Thiago Simon – Corinthians – 2m00s37 / 3) Gabriel Ogawa – Pinheiros – 2m02s50
50m Borboleta F – 1) Jeanette Ottesen – Corinthians – 25s41 /2) Inge Dekker – Minas Tênis – 25s93 / 3) Daynara de Paula – Sesi/SP – 26s64
50m Borboleta M – 1) Cesar Cielo – Minas Tênis – 23s01 / 2) Nicholas Santos – Unisanta – 23s23 / 3) Marcelo Chierighini – Pinheiros – 23s95
400m Livre F – Carolina Bilich – Minas Tênis – 4m13s93 / 2) Manuella Lyrio – Minas Tênis – 4m16s55 / 3) Poliana Okimoto – Unisanta – 4m18s52
400m Livre M – 1) Leonardo de Deus – Corinthians – 3m50s90 – Recorde brasileiro / 2) Miguel Valente – Minas Tênis – 3m51s36 / 3) Giuliano Rocco – Minas Tênis – 3m54s55
4x100m Livre Fem – 1) Corinthians – Katinka Hosszú, Natalia de Luccas, Isabela Silva e Jeanette Ottesen – 3m43s16 – Recorde de campeonato / 2) Sesi/SP – Etiene Medeiros, Priscila de Souza, Giovanna Diamante e Daynara de Paula – 3m44s50 / 3) Minas Tênis – Inge Dekker, Lorrane Ferreira, Roberta Albino e Manuella Lyrio – 3m46s27
4x100m Livre Masc – 1) Pinheiros – João de Lucca, Leonardo Alcover, Bruno Fratus e Marcelo Chierighini – 3m15s04 / 2) Minas Tênis – Nicolas Oliveira, Fernando da Silva, Felipe Martins e Cesar Cielo – 3m17s20 / 3) Unisanta – Matheus Santana, Vinicius Waked, Nicholas Santos e Thiago Sickert – 3m18s02

www.brasil2016.gov.br
Brasil 2016

Mais...

Buscas

Todas as notícias