Futebol de 5 e Goalball

Cursos de Futebol de 5 e Goalball durante eventos nacionais são aprovados

2118.V

Wander Roberto/Inovafoto/CBDV
Nelson Glock, coordenador nacional de arbitragem de futebol de 5, explica as regras da modalidade

Nelson Glock, coordenador nacional de arbitragem de futebol de 5, explica as regras da modalidade

Rio de Janeiro/RJ – Durante os eventos nacionais mais importantes de futebol de 5 e goalball que aconteceram em outubro, nas cidades do Rio de Janeiro e Curitiba, respectivamente, a CBDV proporcionou a cerca de 100 pessoas cursos de capacitação com palestras sobre diversos assuntos sobre as modalidades. Os conteúdos foram passados por profissionais que fazem parte das comissões técnicas das seleções brasileiras.

Os presentes no I Curso de Capacitação para Técnicos e Profissionais de cada modalidade puderam entender um pouco mais sobre o trabalho aplicado nas seleções brasileiras e ter como base alguns aspectos que podem levar para as suas equipes e instituições. Assuntos como preparação física, nutrição, fisioterapia, iniciação ao esporte, trabalhos técnicos e táticos, regras, entre outros, estiveram em pauta e podem contribuir para o crescimento contínuo dos professores e, consequentemente, dos atletas.

- A importância que tem para nós fazermos esse curso da CBDV é fundamental para o nosso crescimento enquanto treinadores, atendendo diretamente as regiões que atuamos. Cursos como este são fundamentais para o crescimento da modalidade. Quanto mais investe no crescimento do professor, do profissional atuante diretamente com os atletas, logicamente que os atletas também se tornarão melhores preparados, e o que imagino, é o que espera a comissão técnica da seleção brasileira – disse Marcelo Ottoline, técnico de futebol de 5 do CETEFE, de Brasília.

O pensamento do professor Marcelo vai ao encontro do que espera a CBDV. Segundo o coordenador do goalball brasileiro, Paulo Sérgio Miranda, a ideia é compartilhar os métodos de trabalho desenvolvidos nas seleções e que levaram o Brasil a ser potência mundial nas modalidades. Com isso, as ideias compartilhadas pelas comissões técnicas servem como modelo de desenvolvimento aos profissionais que trabalham na base.

- Na minha visão é igualar as condições de treinamento que está aplicado nas seleções nacionais com os clubes. Nós passamos isso para os técnicos, e a comissão técnica de cada categoria passou o que está acontecendo nas seleções. O porquê nós alcançamos o primeiro lugar nas Américas e o porquê de estarmos em primeiro lugar no ranking, no masculino, e em quinto no feminino – no goalball –, e que estamos correndo para buscar medalha no ano que vem (Jogos Paralímpicos do Rio 2016). Foi passado tudo para todos os técnicos, para que cada um adequasse o que foi passado à sua realidade. E com isso a qualidade dos atletas convocados para as seleções brasileiras vai aumentar cada vez mais, então o nível vai crescer de uma maneira geral em todo o país – explicou o coordenador Paulo Miranda.

O I Curso de Capacitação para Técnicos e Profissionais de futebol de 5 e goalball foi um sucesso. Para os próximos, a CBDV espera atingir um número ainda maior de profissionais e aprofundar ainda mais a parte prática e aumentar o volume de conteúdo teórico, como informou o Presidente Sandro Laina Soares.

- É hora de qualificarmos nossa base. Se o trabalho que tem sido feito com as seleções tem dado frutos tão bons, é de se entender que estes resultados podem e devem ser compartilhados entre nossa comunidade, afinal, é ela que fornece nossa maior matéria prima, os atletas. Ficamos contentes que alcançamos nossos objetivos com esta primeira rodada de cursos, temos planos para aprofundá-los, com mais parte prática e também com um embasamento teórico ainda maior – revelou o presidente, que destacou ainda a importância da base para o sucesso das seleções.

- Se nossas equipes compreenderem e aceitarem que este trabalho que estamos fazendo é interessante para eles, com certeza, esta atividade continuada, desde a base até a seleção, nos transformará em um grande formador de craques – finalizou.

www.cbdv.org.br
Tadeu Casqueira

Mais...

Buscas

Todas as notícias