Rio 2016

Estrelas do tênis de mesa da América do Sul e Grã-Bretanha competem no Riocentro

51.V

Getty Images/Feng Li
Caroline Kumahara defendeu o Brasil nos Jogos Londres 2012

Caroline Kumahara defendeu o Brasil nos Jogos Londres 2012

Aquece Rio: evento-teste da semana será a 15ª competição realizada para simular operações para os Jogos Olímpicos Rio 2016

Após a bocha, o Riocentro voltará a ser palco de um preparatório para o maior evento esportivo do mundo, que chega ao Rio no ano que vem. Desta vez, 44 atletas do tênis de mesa prometem agitar a instalação vizinha ao Parque Olímpico da Barra, com a realização do Torneio Internacional de Tênis de Mesa, parte da série Aquece Rio de eventos-teste, que reunirá as principais estrelas da América do Sul (de Brasil, Argentina e Chile) e o britânico Paul Drinkhall, maior aposta de seu país no esporte. A competição começa nesta quarta-feira (18) e termina no sábado (21).

Todos as quatro provas que compõem o programa Olímpico dos Jogos Rio 2016 - simples e por equipes, entre homens e mulheres - serão realizadas. O formato da competição terá rodadas eliminatórias, quartas de final, semifinais e finais de simples nos dois primeiros dias (18 e 19); e quartas de final, semifinais e finais por equipes nos dois últimos (20 e 21).
Único atleta de fora da América do Sul no evento, o britânico Paul Drinkhall está no Rio desde a segunda-feira (16) e elogiou a instalação que vai sediar as disputas:

Ocupando a 57ª posição no ranking mundial, Drinkhall venceu a competição de duplas mistas dos Jogos da Commonwealth Glasgow 2014 ao lado de sua mulher, Joanna Drinkhall.

“Estou muito feliz de estar aqui. Vim para jogar uma competição, não me importa quem mais veio participar, eu quero vencer. Meu objetivo é me classifcar para os Jogos no ano que vem, então é muito bom vir aqui e experimentar a cidade”, afirmou Paul Drinkhall, cabeça de chave número 1 do evento-teste, ao rio2016.com.

Entre os brasileiros, os principais nomes na competição são Thiago Monteiro, cabeça de chave nº 2, e Cazuo Matsumoto, o nº 3. Thiago, de 34 anos, esteve em três edições dos Jogos Olímpicos (Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres 2012) e soma quatro medalhas de ouro, uma de prata e três de bronze em cinco participações em Jogos Pan-Americanos (de Winnipeg 1999 a Toronto 2015).

Já Cazuo tem 29 anos e faz parte há uma década da seleção brasileira adulta. Sua principal conquista na carreira é o título individual do Aberto da Espanha, etapa do Circuito Mundial 2013 da série Major (segundo escalão mais importante).

Thiago Monteiro conquistou o ouro por equipes nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015 (Foto: Buda Mendes/STF/Getty Images)

O argentino Gaston Alto, cabeça de chave nº 4, de 30 anos, lidera o pelotão sul-americano que competirá no Riocentro. Este ano obteve a medalha de bronze no Campeonato Sul-Americano. Foi duas vezes medalhista de ouro de duplas no Campeonato Latino-Americano de tênis de mesa. Há ainda outros dois argentinos (Pablo Tabachnik e Rodrigo Gilabert) e três chilenos (Manuel Moya, Gustavo Gomez e Sebastian Roman) na chave masculina de simples.

Na disputa entre as mulheres, as brasileiras Gui Lin e Caroline Kumahara, 1ª e 2ª cabeças de chave e ambas campeãs latino-americanas, prometem brigar pelo pódio. Mas no encalce virá Bruna Takahashi que, com apenas 15 anos, superou as asiáticas e europeias no Desafio Mundial da categoria cadete no início do mês e trouxe o título inédito para o Brasil.

As três representantes estrangeiras são as chilenas Natalia Castellano, Daniela Ortega e Karen Rojas. Natalia foi uma das representantes do Chile nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015 e ganhou a medalha de ouro na competição por duplas e por equipes dos Jogos Bolivarianos Trujillo 2013.

Neste evento, o Comitê Rio 2016 pretende testar as operações de gestão de resultado e toda a área de competição, além da força de trabalho. “Teremos, aproximadamente, 100 pessoas trabalhando em todas as áreas”, afirmou Edimilson Pinheiro, líder de competição do Comitê.

Apesar do acesso restrito ao público geral, uma arquibancada com capacidade para até 700 convidados será aberta. Uma chance de conquistar convites para a competição aconteceu na segunda-feira (16) na Central do Brasil, quando cariocas que passavam pela estação tiveram a chance de jogar contra quatro feras da seleção brasileira.

Atletas brasileiros fizeram uma demonstração do esporte na Central do Brasil (Foto: Rio 2016/Paulo Mumia)

www.rio2016.org
Rio 2016

Mais...

Buscas

Todas as notícias