Rúgbi

Brasileiras vencem sul-americano de rugby 7 em evento-teste

3040.V

André Motta/Brasil2016.gov.br
A equipe brasileira é capitaneada por Paula Ishibashi, uma das melhores jogadoras do mundo pela World Rugby

A equipe brasileira é capitaneada por Paula Ishibashi, uma das melhores jogadoras do mundo pela World Rugby

Rio 2016

A seleção feminina, que já está classificada para a Rio 2016, teve 12 atletas convocadas

A seleção feminina de rugby 7 venceu a Argentina na final do Campeonato Sul-Americano de Rugby Seven por 27 a 5 e conquistou o título sul-americano da modalidade em evento-teste de rugby para a Rio 2016 disputado no Estádio de Deodoro neste domingo (6). Foi 11º título sul-americano do Brasil.

A seleção feminina, que já está classificada para a Rio 2016, teve 12 atletas convocadas. No rugby 7, sete atletas são titulares e cinco ficam à disposição do técnico no banco. No total, 96 atletas de oito países (Brasil, Colômbia, Argentina, Venezuela, Uruguai, Chile, Paraguai e Peru) participaram da competição. O rugby 7 é uma uma variação do formato mais tradicional do rugby e os jogadores tentam marcar pontos usando uma bola oval.

O evento-teste foi fechado, inclusive para transmissão por emissoras de televisão, porque o espaço ainda está em fase final de preparação para receber o público. O Comitê Organizador Local (COL) da Rio 2016 confirmou que as arquibancadas do estádio são temporárias e serão montadas mais adiante, como ocorrerá também com a arena de vôlei, em Copacabana, e no Parque Olímpico, na zona oeste.

De acordo com o COL, o evento-teste avalia as condições do estádio para receber as seleções, incluindo gramado, vestiários, cronometragem do tempo de jogo, apresentação do esporte, voluntários e operações internas. O objetivo é corrigir eventuais falhas para que na Olimpíada tudo esteja acertado. A avaliação atende a determinações do próprio COL.

Nado sincronizado

Com a conquista de uma vaga inédita, a Ucrânia foi uma das três equipes que carimbaram neste domingo o passaporte para o nado sincronizado nas Olimpíadas Rio 2016. As ucranianas disputavam uma das três vagas com o Japão e a Itália, que também carimbaram a vaga, ficando, respectivamente, em segundo e terceiro lugar. As outras cinco equipes com vagas garantidas para a Rio 2016 são Brasil, Rússia, China, Austrália e Egito.

O último dia do evento-teste da modalidade ocorreu neste domingo (6) no Parque Aquático Maria Lenk, na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade.

Durante a apresentação, as atletas da equipe japonesa somaram uma nota maior (94.6333), enquanto as ucranianas totalizaram 94.5000. No somatória final, no entanto, as atletas da Ucrânia garantiram o primeiro lugar no pódio. Ao conquistar a terceira vaga, com 92.0667 pontos, a Itália deixou de fora a equipe do Canadá, que também tentava uma das três vagas.

A classificação final do Pré-Olímpico de Nado Sincronizado, tem, além das três primeiras colocadas, as equipes do Canadá, com 181.0348; Espanha (quinta colocada com 178.8970); França, (sexta com 172.1461); e a equipe do Chile, que ficou em sétimo com 145.0858.

www.brasil.gov.br
Agência Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias