Tradutor/ Translate

Estamos na final. Evandro e Guto chegam à decisão em Doha

Estamos na final. Evandro e Guto chegam à decisão em Doha
Guto passa pelo bloqueio de Gibb
Foto: Getty Image/FIVB

A participação brasileira no Katara Beach Volleyball Cup, em Doha (QAT), ainda pode render duas medalhas. Na disputa do torneio quatro estrelas do Circuito Mundial de vôlei de praia 2021, Evandro/Guto (RJ) e Ágatha/Duda (PR/SE) avançaram para a fase final da competição. Após os jogos desta quinta-feira (11.03) a dupla masculina garantiu vaga na grande decisão, enquanto no torneio feminino as brasileiras buscam o bronze.

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ Nesta sexta-feira, Osasco São Cristóvão Saúde e Curitiba Vôlei duelam pelo playoff

Judô Tênis

Juntos pela primeira vez em uma competição, Evandro e Guto (RJ) chegam à decisão após vencerem os dois jogos da rodada desta quinta-feira. O parceiro de Evandro, Bruno Schmidt, se recupera após contrair COVID-19, e por isso foi substituído por Guto no evento. Mesmo sem terem nenhuma experiência ao lado do outro, eles já garantiram ao menos a prata para o Brasil.

Rumo às quartas de final o Brasil avança com três duplas no Qatar

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

No primeiro duelo do dia, pelas quartas de final, Evandro e Guto levaram a melhor sobre os letões Samoilovs e Smedins por 2 sets a 0 (21/11 e 21/16). Mais tarde, na semifinal, os representantes do Brasil tiveram um confronto duro contra Jake Gibb e Taylor Crabb, dos Estados Unidos. Os brasileiros venceram por 2 sets a 1 (26/24, 21/23 e 15/11). Depois de conquistar um lugar na final, Evandro elogiou o desempenho de Guto, e falou sobre a vontade de conquistar um título no retorno às competições internacionais.

Nesta quinta-feira tem jogão pelo playoff, Sesi Vôlei Bauru recebe o Sesc RJ Flamengo

“Estamos muito felizes em voltar a jogar no Circuito Mundial e ainda por cima chegar em uma final. Jogar com o Guto também é uma ótima experiência, ele é um grande defensor. Hoje não foi diferente. Na semifinal meu saque não entrou e ele defendeu muito, levou o jogo. Demos mais um passo adiante e queremos sair daqui com esta medalha de ouro. Não tivemos muito tempo para treinar, mas vamos adquirindo o entrosamento a cada jogo. E queremos ir com tudo amanhã em busca deste título”, disse Evandro.

Minas Tênis Clube recebe o Apan/Eleva/Blumenau na abertura do playoff

A decisão será no início da tarde desta sexta-feira (12.03), às 13h45 (horário de Brasília), contra Perusic/Schweiner, da República Tcheca. Antes, às 10h, será a vez de Ágatha e Duda (PR/SE) disputarem o bronze contra Stockman/Kolinske (EUA).

Ágatha e Duda chegam à partida que vale o terceiro lugar depois de serem superadas na semifinal pelas atuais campeãs mundiais, Sarah Pavan e Melissa Humana-Paredes, do Canadá. Em um jogo muito parelho as canadenses venceram por 2 sets a 0 (22/24 e 24/26). Antes, no primeiro jogo das brasileiras no dia, pelas quartas de final, Ágatha e Duda superaram Sponcil/Claes (EUA) por 2 sets a 0 (21/14 e 21/15).

Outra dupla do Brasil em ação nesta quinta-feira, Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) ficaram com a quinta colocação no torneio depois de sofrerem o revés para Alix Klineman e April Ross, dos Estados Unidos, por 2 sets a 0 (21/17 e 21/19), em duelo das quartas de final.

A etapa no Qatar dará um total de 150 mil dólares em premiação (aproximadamente 854 mil reais). As duplas campeãs recebem 800 pontos no ranking mundial.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Fonte: CBV (cbv.com.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.