Judô

Rafael Buzacarini conquista a prata do Grand Prix de Almaty

1267.V

CBJ
Brasileiro enfrentou o campeão mundial Elkhan Mammadov, do Azerbaijão, na final deste domingo, no Cazaquistão

Brasileiro enfrentou o campeão mundial Elkhan Mammadov, do Azerbaijão, na final deste domingo, no Cazaquistão

O brasileiro Rafael Buzacarini conquistou a medalha de prata do Grand Prix de Almaty, no Cazaquistão, na manhã deste domingo, e o Brasil encerrou a competição com duas medalhas. Nathália Brígida havia conquistado o bronze na sexta-feira.

"É uma medalha de prata que, para mim, vale ouro. Apesar de ter perdido quando faltava poucos segundos para o fim, fiz uma boa competição, tanto nesse Grand Prix, quanto no Grand Slam de Baku, no último final de semana", avaliou Buzacarini, que ficou em sétimo lugar em Baku.

Na final, o meio-pesado brasileiro enfrentou o campeão mundial de 2013, Elkhan Mammadov, do Azerbaijão. Buzacarini se manteve à frente no combate na diferença de punições (2 a 1), mas o azeri conseguiu pontuar no final da luta com waza-ari e venceu o confronto.

Para chegar à decisão, Buzacarini fez quatro lutas. Passou por Hussain Shah Shah, do Paquistão, com um waza-ari na estreia. Na sequência, conseguiu ippons sobre Ivan Remarenco, dos Emirados Árabes Unidos, e Javad Mahjoub, do Irã. Na semifinal, um duelo continental contra o cubano José Armenteros, vice-campeã mundial e atual campeão pan-americano. O brasileiro conseguiu controlar bem a luta e venceu com um waza-ari, se garantindo na decisão contra Mammadov.

"Hoje o que fez a diferença foi a vontade de vencer e a confiança de que posso lutar de igual para igual contra qualquer adversário. É importante crescer na hora certa em busca da vaga olímpica", completou o meio-pesado brasileiro. Ele disputa a vaga olímpica com o experiente Luciano Corrêa e essa prata lhe rendeu preciosos 180 pontos no ranking.

Eduardo Bettoni (90kg) foi o outro representante do Brasil no dia mas não chegou ao bloco final. Estreou com vitória sobre Dilshod Choriev, do Uzbequistão, mas foi derrotado na sequência pelo chinês Xunzhao Cheng.

A próxima competição da seleção brasileira de judô será o World Masters, em Guadalajara, no México, de 27 a 29 de maio, que reúne os 16 melhores do mundo no ranking da FIJ em cada categoria. A atualização do ranking nesta segunda-feira após o Grand Prix de Almaty definirá os classificados para o Masters.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias