Tradutor/ Translate

Brasil conquista sete medalhas no primeiro dia do Sul-Americano de Esportes Aquáticos

Brasil conquista sete medalhas no primeiro dia do Sul-Americano de Esportes Aquáticos
Natação inaugura contagem com três ouros, duas pratas e dois bronzes
Foto: © Satiro Sodré/SSPress/CBDA/Direitos Reservados

Três medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze, todas na natação. Esse foi o saldo do Brasil nesta terça-feira (16), no primeiro dia do Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos, disputado no Parque Olímpico da Juventude, em Buenos Aires (Argentina).

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ Brasil inicia campanha no Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos

Judô Tênis

O primeiro a subir no topo do pódio foi Lucas Peixoto, ouro nos 100 metros estilo livre com 49s36. “Foi uma prova que me deixou bastante satisfeito. Claro que gostaria de ter feito um tempo um pouco melhor, mas estou muito feliz e satisfeito”, disse o nadador, em depoimento ao site da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

A seletiva da natação será mais restrita devido ao avanço da covid-19

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Lucas também foi campeão no revezamento 4×100 metros estilo livre masculino, ao lado de Murilo Sartori, Pablo Vieira e Gustavo Saldo. O quarteto concluiu a prova em 7min24s32. No feminino, a vitória brasileira foi ainda mais dominante. A equipe formada por Rafaela Raurich, Giulia Chicon, Fernanda Andrade e Sofia Rondel finalizou a disputa em 8min15s35, mais de cinco segundos diante das argentinas.

Confira os recordes na natação paralímpica dos atletas brasileiros

O Brasil ainda foi outras três vezes ao pódio. Nos 800 metros estilo livre masculino, Eduardo Moraes conquistou a medalha de prata. O tempo de 8min8s90 credenciou o nadador a participar da seletiva para a Olimpíada de Tóquio (Japão), que será realizada entre 19 e 24 de abril, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

Critérios para formação da Seleção Olímpica de Natação são divulgados pela CBDA

Prata também foi a cor da medalha de Fernanda Celidonio nos 200 metros estilo medley feminino, com 2min16s93. Na mesma prova, entre os homens, Vinícius Assunção cravou 2min3s99 e levou o bronze. Outro a subir no pódio em terceiro lugar foi Pedro Motta, nos 50 metros estilo costas.

Nesta terça-feira, também teve início a participação brasileira no nado artístico, onde o campeão é conhecido na somatória de pontos nas rotinas livres e técnicas. Destaque para Julia Catharino, que encerrou o solo técnico na segunda colocação, com 78.7802 pontos. A rotina livre será na quinta-feira (18).

O Sul-Americano prossegue nesta quarta-feira (17), com as eliminatórias da natação às 9h30 (horário de Brasília) e finais às 18h30. As apresentações brasileiras do nado artístico, por sua vez, estão previstas a partir das 13h.

Publicado em 16/03/2021 – 23:31 Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: Agência Brasil (agenciabrasil.ebc.com.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.