Jogos Olímpicos/Saúde

Brasil apresenta medidas de combate ao zika nos EUA

860.V

Roberto Castro/Ministério do Esporte
Ministro Leonardo Picciani durante reunião com a secretaria de Saúde Sylvia Mathews Bruwell

Ministro Leonardo Picciani durante reunião com a secretaria de Saúde Sylvia Mathews Bruwell

Rio 2016

Ministro do Esporte, Leonardo Picciani, participou de diversas reuniões com autoridades americanas para discutir o assunto

A reta final de preparação dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e as medidas do governo brasileiro para combater o zika vírus foram temas de encontro do ministro do Esporte, Leonardo Picciani, com autoridades norte-americanas, nesta quinta-feira (9), em Washington.

Na capital americana, o ministro participou de reuniões com a secretária de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, Sylvia Mathews Burwell, com a subsecretária Al Fitzpayne e com a diretora executiva do Conselho Presidencial de Bem-Estar, Esportes e Nutrição, Shellie Pfohl. O ministro também participou do evento Road to Rio, do Comitê Olímpico dos EUA (Usoc, na sigla em inglês), uma homenagem aos atletas que vão aos Jogos.

A secretária Burwell expressou apoio às famílias cujos filhos contraíram microcefalia por conta do zika vírus. Ela demonstrou satisfação com as informações apresentadas pelo ministro de que o número de infectados na cidade do Rio vem caindo. Em abril, por exemplo, foram notificados 4.338 casos; em maio, apenas 702. Além disso, Picciani explicou que agosto é mês de inverno no Brasil e, historicamente, a incidência da doença cai bastante.

O ministro agradeceu a parceria com o governo norte-americano e informou que o Brasil tem feito campanhas de esclarecimentos, com participação ativa da população no combate ao mosquito. "Esperamos chegar a agosto com números próximos a zero, não apenas pelas providências que adotamos, mas também pelas questões climáticas", afirmou Picciani.

Burwell quis saber, ainda, se a Vila Olímpica terá alguma operação especial. O ministro esclareceu que haverá um número expressivo de agentes de saúde para prevenção de possíveis focos nas áreas de competição e também nas áreas comuns na própria Vila.

A subsecretária Al Fitzpayne perguntou a Picciani sobre as principais preocupações do Brasil neste momento, e o ministro afirmou que o País está preocupado com o alarmismo criado sobre o assunto. "Buscamos colaboração e, ao mesmo tempo, fornecemos o máximo de informação para tratar a questão com a seriedade que merece, mas sem o alarmismo desnecessário", declarou Picciani. "Essas informações são muito úteis para nós, e vamos difundi-las", prometeu Al Fitzpayne.

www.brasil.gov.br
Portal Brasil, com informações do Ministério do Esporte

Mais...

Buscas

Todas as notícias