Judô

Atletas olímpicos participam de último treinamento de campo antes da concentração para os Jogos Rio 2016

1361.V

Paulo Pinto/CBJ
Seleção treina no CT da CBJ, na Bahia, desde a última terça-feira e fica até sábado, 16, em Lauro de Freitas

Seleção treina no CT da CBJ, na Bahia, desde a última terça-feira e fica até sábado, 16, em Lauro de Freitas

A seleção olímpica segue sua preparação final rumo aos Jogos Rio 2016. Até o próximo sábado, 16 de julho, os 14 judocas que irão representar o Brasil na Arena Carioca 2 estão reunidos no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Judô, em Lauro de Freitas, na Bahia. Este é o último período de treinos antes da concentração para os Jogos Olímpicos em Mangaratiba, o primeiro em que todos os atletas estão reunidos.

“Esse treino é diferente do que eu fiz na Espanha, que foi mais uma competição mesmo. Peguei as principais adversárias e tentei estratégias novas no treino. Vi que algumas coisas não deram certo e que outras talvez não tenham o ajuste necessário para fazer nos Jogos”, analisou Erika Miranda ,que chegou no último sábado da Europa, onde ao lado das olímpicas Sarah Menezes e Maria Suelen Altheman, passou por um período de treinos em Castelldefels. “Aqui na Bahia, estamos fazendo mais intensidade, mais velocidade, com estímulos mais curtos. Mas acho que está sendo uma combinação perfeita. Estamos na reta final, já vivenciando o clima olímpico mesmo. Estamos fortalecendo o espírito com foco total na competição”, completou a medalhista de bronze nos Mundiais de Chelyabinsk 2014 e Astana 2015 e de prata no Rio 2013.

Nesta atividade, novamente, os atletas olímpicos têm compartilhado o dojô com judocas de apoio que contribuem para diversificar o treinamento técnico e físico dos convocados. Para este treinamento foram convocados 48 judocas de apoio - de três a quatro para cada judoca olímpico.

"Eu conheço o Victor desde os sete anos e há um ano e meio que treinamos juntos", conta o peso-leve Marcos Seixas, um dos apoios do peso-meio médio Victor Penalber. Para ajudar o amigo na preparação olímpica, ele mudou de peso e de estado, saindo de Minas para o Rio de Janeiro no início de 2015, onde Penalber treina. "Ele precisava de alguém para ajudar na preparação olímpica e eu queria retornar ao Rio. E essa sintonia que a gente tem desde garoto ajudou bastante. Nós treinamos de segunda a sábado, em três períodos por dia. Eu acho que estou ganhando até mais do que ele nessa parceria. Me sinto bem em ajudar um amigo e usufruo também de toda a estrutura que ele tem, com os melhores profissionais em todas as áreas. Isso vai ser importante para os meus objetivos futuros", completa Seixas, que tentará uma vaga na seleção na Seletiva no final de 2016 para o ciclo de Tóquio 2020.

No próximo dia 24 de julho, a seleção começa a concentração em Mangaratiba, já dentro de uma instalação do Time Brasil especificamente moldada para os Jogos. De lá, os atletas sairão de maneira escalonada para a Vila Olímpica, onde chegam sempre na antevéspera do dia em que irão competir.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias