Tradutor/ Translate

Brasil encerra Natação como líder do quadro de medalhas

Brasil encerra Natação como líder do quadro de medalhas
Ao todo, foram 11 medalhas de ouro, 11 de prata e 14 de bronze
Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A Natação e o Nado Artístico tiveram, nesta sexta-feira (19), suas últimas provas. O Brasil conquistou mais oito medalhas e encerrou a Natação como líder do quadro da modalidade com 11 medalhas de ouro, 11 de prata e 14 de bronze.

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

Nesta sexta-feira, a Natação conquistou mais quatro ouros para o Brasil. Eleito o senhor de Siphan (melhor índice técnico da competição), Lucas Peixoto conquistou a medalha de ouro nos 50m livre – empatado com o venezuelano Alberto Vivas e o uruguaio Enzo Scarpe.

Judô Tênis

+ Revezamento 4x100m livre é ouro e Victor Baganha é destaque no 3° dia de Sul Americano

“Foi uma competição muito legal. Estou muito feliz com as minhas conquistas aqui. Conquistar esse índice técnico e ser eleito o Senhor de Siphan, que é uma condecoração histórica, me deixa bem animado para a Seletiva Olímpica que vai ser no mês que vem”, falou Lucas.

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Provas de 100m e 200m livre feminino terão pelo menos oito atletas

O grande destaque da noite, porém, foi Rafaela Raurich. A paranaense conquistou a medalha de ouro nos 200m borboleta e, em seguida, voltou à piscina para arrematar a prata nos 400m livre.

Brasil conquista 15 medalhas no Sul-Americano de Esportes Aquáticos

“Foi bem cansativo. O intervalo entre as provas foi bem curto, mas estou muito satisfeita com o meu desempenho aqui em Buenos Aires. A prova de 200m borboleta foi bem legal, gostei bastante da maneira que nadei. Depois, nos 400m, senti um pouco o cansaço, mas consegui essa medalha muito importante para o Brasil”, falou Rafaela Raurich.

O Brasil terminou a competição com a vice-colocação geral.

Nado Artístico

O dia foi de medalhas também no Nado Artístico. No dueto formado por Luísa Borges e Laura Miccuci, que está em preparação para o Pré-Olímpico, o Brasil somou 162.4857 pontos apenas 0.4332 atrás da Colômbia para conquistar a prata. O bronze ficou com a Argentina.

“O nosso maior objetivo, claro, é o Pré-Olímpico. Gostaríamos muito de ter conquistado a medalha de ouro e termos vencido. Esse resultado não nos deixa satisfeitas, mas com certeza nos dá ainda mais motivação para treinar e conquistar nossa vaga”, disse Luísa Borges.

O dueto misto, formado por Anna Giulia Veloso e Fabiano Ferreira, terminou com a pontuação de 146.1865 e na terceira colocação. A disputa que fechou o Nado Artístico no Sul-Americano foi o highlight. O Brasil conquistou mais uma medalha de prata.

O Nado Artístico encerra a competição com uma medalha de ouro, quatro de prata e uma de bronze.

Natação

Veja os resultados completos da Natação

200m borboleta

Rafaela Raurich – 2m14s19 – ouro

Maria Luiza Pessanha – 2m15s51 – bronze

Gustavo Saldo – 1m58s76 – ouro

Pedro Cristo – 2m02s86 – 7º

50m livre

Mariana Figueiredo – 26s58 – 7º

Lucas Peixoto – 22s44 – ouro

Victor Alcará – 22s66 – 4º

400m livre

Rafaela Raurich – 4m17s32 – prata

Sofia Rondel – 4m19s53 – 4º

Murilo Sartori – 3m54s24 – ouro

Pablo Vieira – 3m54s46 – prata

Revezamento 4x100m medley misto – 3m56s83 – bronze

Fonte: CBDA/COB (cob.org.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.