Judô

Judocas das cinco regiões do país sobem ao pódio do Brasileiro Sub 15

1260.V

Lara Monsores/CBJ
Campeão no masculino e no feminino, São Paulo reconhece equilíbrio da competição que teve representantes de 16 estados entre os medalhistas

Campeão no masculino e no feminino, São Paulo reconhece equilíbrio da competição que teve representantes de 16 estados entre os medalhistas

A classe Sub 15 conheceu seus campeões nacionais neste final de semana, em Lauro de Freitas, na Bahia, e consagrou o estado de São Paulo como o grande campeão nos dois naipes (masculino e feminino). O resultado geral final mostrou o equilíbrio da competição, com judocas de 16 estados e de todas as regiões do país entre os medalhistas.

VEJA MAIS
Quadro Geral de Medalhas por Entidade e Resultados Individuais por Categoria
Galeria de imagens do Brasileiro Sub 15
Paraense troca balé por judô e é campeã brasileira Sub 15

Depois de um longo dia de disputas no sábado, com seis categorias no tatame, o domingo teve apenas os judocas dos pesos meio pesado e pesado lutando pelo título nacional da classe no ginásio do CT da CBJ. Maria Eduarda Diniz (64kg/SP) e Anna Karolina Belém (+64kg/RJ) foram as campeãs do dia no feminino, enquanto Gabryel Romeiro (64kg/MS) e Carlos Macedo (+64kg/SP) levaram a melhor no masculino.

Apesar da hegemonia paulista, representantes de outros 15 estados subiram ao pódio, mostrando a força do desenvolvimento do judô pelo Brasil e o nivelamento técnico nacional na fase de formação dos atletas. Equilíbrio reconhecido pela equipe campeã.

"Os estados estão muito igualados, a disputta é muito grande, não tem muita diferenciação na formação. Está todo mundo trabalhando bem, cada um na sua metodologia, e os Campeonatos Brasileiros estão cada dia mais fortes, cada vez mais disputados, o que valoriza a nossa conquista", avaliou Paulo Ferraz, chefe de delegação do estado de São Paulo.

O pódio no masculino geral, além dos paulistas em primeiro, teve o Rio Grande do Sul com a prata, Rio de Janeiro com o bronze, Mato Grosso do Sul, em quarto, e a Paraíba, em quinto. Ou seja, quatro, das cinco regiões brasileiras, representadas, o que reforça o bom resultado das políticas de descentralização do judô implantadas pela atual gestão da CBJ, comandada pelo presidente Paulo Wanderley Teixeira.

Essa estatística se repetiu no quadro geral de medalhas do feminino, com São Paulo em primeiro, Rio, em segundo, Paraná, em terceiro, Mato Grosso do Sul, em quarto, e o Pará, em quinto.

A próxima competição do calendário nacional de eventos da CBJ será o Campeonato Brasileiro Sênior, nos dias 24 e 25 de setembro, também no Centro de Treinamento de Lauro de Freitas.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias