Jogos Paralímpicos

Andre Brasil e Phelipe Rodrigues garantem as duas medalhas brasileiras desta terça-feira na natação

761.V

Marcelo Regua/CPB/MPIX
Andre Brasil ficou com a prata e Phelipe Rodrigues ficou com o bronze

Andre Brasil ficou com a prata e Phelipe Rodrigues ficou com o bronze

O sexto dia de provas na natação dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 terminou com duas medalhas para o Brasil: uma de prata e uma de bronze. As duas conquistas vieram nos 100m livre S10, com Andre Brasil em segundo (51s37) e Phelipe Rodrigues (51s48) em terceiro.

Com o pódio de hoje, Andre e Phelipe acumulam duas medalhas cada, uma prata e um bronze para cada. Phelipe levou a prata nos 50m livre e Andre tinha um bronze dos 100m borboleta.

A dupla volta à piscina nesta quarta-feira, 14, desta vez estarão nadando juntos no time de revezamento 4x100 livre 34 pontos.

Andre Brasil
Nos últimos sete metros não consegui encaixar a braçada para dar aquela esticada. Achei que ia nadar na casa dos 50s, era uma meta porque achei que quem ganhasse ia nadar em 50s. O ucraniano fez aí 0s01 do que eu fiz em Londres 2012. Eu nadei um pouco pior, mas não vou descartar uma prata. É uma competição bem desgastante pelo que estou me doando, pelo que venho treinando há vários anos. Talvez seja a hora de pensar diferente. Não vou me aposentar ainda, mas provavelmente meus programas de provas serão muito menores, focando realmente em poucas provas para voltar a estar no topo do pódio.

Phelipe Rodrigues
Ganhar medalha aqui no Brasil é sempre emocionante. Essa prova foi bem disputada, o nível dela subiu muito de 2008 para cá. Em 2012, por exemplo, o terceiro lugar fez 53s, e hoje todos do pódio fizeram na casa dos 51s. Os ucranianos puxam bastante a velocidade da prova, mas não vi nada porque respirava para o lado do Andre, então não acompanhei a velocidade. Adotei a tática de olhar para linha do fundo, e quando respirava, ia de olhos fechados. Isso tudo para não dar o desespero em ver se tinha alguém à frente ou atrás. Nos 50m e 100m a chegada é detalhe, tentei me esticar, dei o que tinha que dar, mas estou feliz com a medalha.

www.cpb.org.br
CPB

Mais...

Buscas

Todas as notícias