Judô

CBJ recebe back number dourado de Rafaela Silva

910.V

CBJ
Honraria enviada pela FIJ é para campeões olímpicos. Identificação nas costas deverá ser usada pela primeira vez em Tóquio, sede dos próximos Jogos, em dezembro.

Honraria enviada pela FIJ é para campeões olímpicos. Identificação nas costas deverá ser usada pela primeira vez em Tóquio, sede dos próximos Jogos, em dezembro.

Back number é aquela identificação que o judoca estampa nas costas do quimono e que traz seu nome e sobrenome escritos em um fundo colorido e a abreviação do país que representa na mesma cor. Tradicionalmente, os back number são azuis. Mas desde 2014, os campeões olímpicos têm direito a um backnumber dourado, enquanto os campeões mundiais usam a identificação em vermelho.

Desse modo, o Brasil terá direito a ter um atleta usando a identificação diferenciada ainda em 2016. A Confederação Brasileira de Judô recebeu nesta segunda-feira, 19 de setembro, o back number dourado da campeã olímpica Rafaela Silva enviado diretamente pela Federação Internacional de Judô. A carioca, atleta do Instituto Reação, deverá usar a identificação em todas as competições do Circuito Mundial que participar. E, por isso, poderá ser usado pela primeira vez em dezembro, no Grand Slam de Tóquio, torneio que deverá marcar a volta da peso leve aos tatames internacionais.

“A responsabilidade aumenta. Quando entrar para competir agora, todo mundo que estiver lutando ou no ginásio para assistir vai saber que eu sou campeã olímpica”, disse Rafaela. “Vou fazer um quadro com o back number azul, vermelho e, agora o dourado”, completou Rafaela, lembrando que depois do título mundial em 2013 também no Rio, ela ganhou o direito de usar o back number vermelho até o Mundial de 2014.

E quem se deu bem com isso foi a irmã mais velha de Rafaela, Raquel. Como na identificação das duas judocas está escrito “R. Silva”, todos os back number azuis que Rafaela ainda tem em casa serão doados pela campeã olímpica para a irmã.

“Numa necessidade, posso emprestar também para o Baby. Já aconteceu uma vez”, brincou Rafaela, já que Rafael Silva, o Baby, também usa a mesma grafia, o “R. Silva”.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias