Basquete

Rio derrota São Paulo na final feminina de basquete

1121.V

Ana Patricia/COB
A equipe paulista começou o jogo na vantagem, mas o time do Rio de Janeiro, no último quarto, abriu vantagem e levou o título

A equipe paulista começou o jogo na vantagem, mas o time do Rio de Janeiro, no último quarto, abriu vantagem e levou o título

O Santa Mônica Centro Educacional Madureira, do Rio de Janeiro (RJ), derrotou a Escola India Vanuire, de Tupã (SP), por 47 a 39. O jogo ocorreu na quinta-feira (29), no ginásio da Unipê.

O time carioca conquistou a medalha de ouro no basquete feminino dos Jogos Escolares da Juventude João Pessoa 2016, para alunos-atletas de 12 a 14 anos.

A equipe carioca passou boa parte da partida atrás no placar, mas graças a atuações de duas reservas, o time virou o jogo e ficou com o título.

A medalha de bronze foi para o Colégio Semeador, de Foz do Iguaçu (PR).

"Vi que o time precisava de alguém para ajudar e eu fiz o meu melhor", disse a jovem armadora Maria Pereira, de 13 anos.

"Foi um jogo puxado, elas jogaram com muita força, muita raça. Perdi dois aniversários de familiares, da minha irmã Beatriz e do meu primo João Gabriel, e tinha prometido a eles que voltaria com uma medalha de presente. E ainda vou voltar com o ouro", afirmou a ala-pivô Brenda Silva.

Final emocionante

A equipe paulista começou a partida a todo vapor. Marcando sob pressão na quadra toda, as armadoras Sandra Santos e Marina Ferreira não deixavam as cariocas respirarem.

Contaram ainda com a mão certeira da ala-pivô Alana Azevedo e da pivô Laissa Silva para marcar os primeiros nove pontos do jogo.

As cariocas aos poucos foram reencontrando o seu jogo e no fim do primeiro tempo, a vantagem paulista estava em quatro pontos. A essa altura, o placar era 27 a 23.

No terceiro quarto, foi a vez das cariocas pressionarem o time adversário. E a pressão foi tanta que as paulistas só marcaram dois pontos na parcial, encerrada com vantagem do Rio por 32 a 29.

O sonho do título, porém, ainda estava vivo e, depois de um forte desabafo, as paulistas voltaram para o jogo no último período e empataram o placar em 38 pontos.

Nessa altura, a armadora Maria Pereira entrou em ação e marcou sete dos nove últimos pontos das cariocas. A jogadora chorou de alegria com a vitória.

Após a partida, a Embaixadora dos Jogos Escolares Helen Luz, campeã mundial com a seleção brasileira em 1994, emocionou-se com a emoção à flor da pele das atletas.

“Essa meninas são muito jovens. O corpo delas ainda está se formando, se desenvolvendo, mas há muita vontade de vencer e garra. É realmente emocionante”, disse Helen Luz.

Batalha pelo bronze

Na preliminar da decisão feminina, o Colégio Semeador, de Foz do Iguaçu (PR), venceu o Colégio Metodista Americano, de Porto Alegre (RS), por 37 a 17 e conquistou a medalha de bronze.

A pivô Brendha Jesus, de 1,77 m, foi a cestinha da equipe paranaense com dez pontos e a armadora Maria Eduarda Maciel o destaque do time.

"No fim a vantagem foi grande, mas a partida foi muito difícil. O primeiro quarto terminou empatado em 6 x 6, e o segundo quarto também ficou empatado. Só conseguimos abrir vantagem mesmo no último período", disse a jovem atleta.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com apoio do governo da Paraíba e patrocínio master da Coca-Cola.

www.brasil.gov.br
Portal Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias

Publicidade
  • PARA ABENÇOAR
  • Judocam 300x250 - Pai, invista...
  • Cefec - Centro de Formação Educacional de Campos
  • Aulas

Outras notícias...