Judô

Gestão das Equipes de Base divulga atualização dos Rankings Nacionais Sub-18 e Sub-21

1015.V

CBJ
Foram adicionadas as pontuações dos Brasileiros Finais e da Taça Brasil de Juniores. Definição dos cabeças-de-chave da Seletiva levará em conta tabela

Foram adicionadas as pontuações dos Brasileiros Finais e da Taça Brasil de Juniores. Definição dos cabeças-de-chave da Seletiva levará em conta tabela

A Gestão das Equipes de Base da Confederação Brasileira de Judô divulgou nesta sexta-feira, 21 de outubro, a segunda atualização do Ranking Nacional das Equipes de Base em 2016. A última versão havia sido publicada depois das disputas dos Regionais. A novidade é que agora, em verdade, passam a ser dois rankings separados, sendo um para o Sub-18 (Cadete) e um para o Sub-21 (Junior). No caso do Sub-18, foram somados os pontos do Brasileiro Final da categoria. Já no Sub-21, também foram adicionados os pontos do Brasileirão e os da Taça Brasil de Juniores, que teve sua primeira edição realizada neste ano. A colocação na tabela de classificação é importante porque será o critério para definir os cabeças-de-chave da Seletiva Nacional das Categorias de Base que será disputada no Centro de Treinamento da CBJ, em Lauro de Freitas, de 24 a 27 de novembro.

Os líderes do ranking Sub-18 são Hanna Nascimento (PE) e Vitor Hugo de Almeida (RJ) no superligeiro; Natasha Ferreira (PR) e Renan Torres (SP) no ligeiro; Larissa Pimenta (SP) e Michael Marcelino (SP) no meio-leve; Maria Taba (AM) e Jeferson Santos Júnior (SP) no leve; Vitória Andrade (MS) e Gabriel Adriano (PR) no meio-médio; Gabriela Moraes (SP) e Igor Morishigue (SP) no médio; Giovanna Fontes (SP) e Arthur Caldeira (PR) no meio-pesado; e Ana Camargo (PR) e Lucas Lima (SP) no pesado.

Já no Sub-21, os melhores colocados em categoria são: Daniel Silva (RS) e Thays Marinho (MG) no superligeiro; Kainan Pires (SP) e Larissa Farias (RJ) no ligeiro; Daniel Cargnin (RS) e Layana Colman (MS) no meio-leve; Lincoln Neves (SP) e Kamilla Silva (MG) no leve; Giovani Ferreira (SP) e Yanka Pascoalino (SP) no meio-médio; Henrique Francini (SP) e Sarah Nascimento (MG) no médio; Leonardo Gonçalves (RS) e Anny Ribeiro (PR) no meio-pesado; e João Marcos Silva (RS) e Victoria Oliveira (SP) no pesado.

Conforme já estava sendo feito, os atletas que disputaram os Mundiais em 2015, não vão ter direito ao bônus referente à primeira colocação no ranking do ano passado. Os Estágios Internacionais não contarão pontos, exceto para os atletas deixaram de participar dos Brasileiros Regionais por coincidência das datas dos dois eventos, bem como os atletas medalhistas nos Mundiais não puderam disputar a Seletiva de Base para não acumularem as duas pontuações. O sistema de perda de pontos por pesagem acima do limite e por atos de indisciplina se manteve.

Clique no links e confira os rankings completos Sub-21 e Sub-18.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias