Judô

Grand Prix Nacional de Clubes Masculino é oficialmente aberto

863.V

.
Cerimônia foi realizada na tarde deste sábado, 05 de novembro, no Ginásio do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo

Cerimônia foi realizada na tarde deste sábado, 05 de novembro, no Ginásio do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo

A 13ª edição do Grand Prix Nacional de Clubes Masculino foi aberta oficialmente na tarde deste sábado, 05 de novembro, no Ginásio do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo. A mesa de honra foi composta por Francisco de Carvalho Filho, o Chico do Judô, vice-presidente da CBJ; Luiz Augusto Martins Teixeira, presidente da Federação Mineira; Roberto Cappellano, presidente do Esporte Clube Pinheiros; Arnaldo Queiroz Pereira, diretor da área de esportes do Pinheiros; Mário Gasparini, diretor de comunicação e marketing do Pinheiros; Durval Pace, diretor adjunto de judô do Pinheiros, e Odair Borges, membro do Conselho de Graduação da CBJ.

“Gostaria de saudar o Chico, vice-presidente da CBJ. Conte conosco, conte com a nossa casa sempre que pudermos ajudar o judô nacional. Tóquio 2020 já é amanhã. Boa sorte a todos e muito obrigado”, disse Cappellano.

A palavra em seguida foi passada ao vice-presidente da CBJ que agradeceu a presença das autoridades e destacou a importância dos clubes e o nível da organização do GP, tanto por parte da própria Confederação quanto do clube anfitrião.

“Gostaria de parabenizar ao Robnelson Ferreira e sua equipe que sempre realizam os eventos com qualidade. Agradecer ao presidente do Pinheiros, jovem e dinâmico, que fará um grande trabalho à frente do clube”, disse Chico. “O presidente Paulo Wanderley pediu que eu deixasse claro que todos os clubes que participaram dessa competição terão direito a voto na Assembleia do ano que vem que escolherá o novo presidente da CBJ. Gostaria de parabenizar também a todos os atletas que estão aqui para representar seus clubes, algo muito importante, porque são os clubes que fazem o judô brasileiro acontecer”, completou.

O hino nacional foi executado na sequencia e o árbitro olímpico Edison Minakawa fez o hei inicial. Logo após começaram os combates entre Sogipa e Academia Espaço Marques Guiness e Instituto Reação e Santo André, clubes que perfilados dentro do shiai-jô (área de combate), representaram os demais oito clubes do Grand Prix Masculino.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias