Judô

Grand Prix Feminino vai reunir elite do judô brasileiro em Lauro de Freitas neste final de semana

1186.V

Paulo Pinto/CBJ
Serão cerca de 50 judocas com nível de seleção ou medalhistas em campeonatos nacionais em 2016. Disputas começam no sábado, 19, às 9h, no CT da CBJ

Serão cerca de 50 judocas com nível de seleção ou medalhistas em campeonatos nacionais em 2016. Disputas começam no sábado, 19, às 9h, no CT da CBJ

A 11ª edição será realizada neste final de semana, mais precisamente nos dias 19 e 20 de novembro, no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Judô, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. Estarão em ação 74 judocas de oito clubes: Associação Atlética Judô Futuro, Esporte Clube Pinheiros, Grêmio Náutico União, Judô Comunitário Instituto Reação, Minas Tênis Clube, Sociedade Esportiva Palmeiras, Secretaria de Esporte e Lazer de São José dos Campos e Sogipa.

E, como já é tradição, a briga pelo título promete esquentar também as rivalidades individuais. Entre as judocas pré-inscritas (a confirmação das equipes só acontece na próxima sexta, 18, no credenciamento) estão cerca de 50 nomes de grande destaque, entre atletas que pertencem à seleção sênior, inclusive que disputaram os Jogos Rio 2016, com passagens recentes pelas seleções de base ou que chegaram ao pódio nas quatro principais competições do calendário nacional no ano – Taça Brasil de Juniores, Brasileiro Sub 21, Troféu Brasil e Brasileiro Sênior.

O principal destaque, sem sombra de dúvidas, é a campeã olímpica Rafaela Silva que volta aos tatames depois da disputa dos Jogos Rio 2016. A “capitã” do Judô Comunitário Instituto Reação, atual campeão, deverá lutar na categoria de cima, a meio-médio (63kg), e terá ao seu lado uma equipe forte com nomes como Jéssica Pereira (52kg), Raquel Silva (52kg), Flávia Cruz (57kg), Tamires Crude (57kg), Amanda Oliveira (70kg) e Maria Suelen Altheman (+70kg).

“Voltei aos treinos há pouco tempo mas vou lutar com as mesmas vontade, garra e foco de sempre para conquistar mais esse título. O Reação vem forte para conquistar o bicampeonato”, disse Rafaela.

O vice-campeão em 2015, o Esporte Clube Pinheiros, que já contava com Eleudis Valentim (52kg), Flávia Gomes (57kg), Jéssica Santos (63kg) e Nádia Merli (70kg), todas com passagens pela seleção sênior, se reforçou na categoria pesado com Sibilla Faccholli (+70kg), integrante da seleção permanente.

O Minas, atual terceiro colocado, contará com seus pilares: Érika Miranda (52kg) e Mariana Silva (63kg), titulares nos Jogos Olímpicos, além da medalhista olímpica Ketleyn Quadros (63kg). Além disso, há uma boa mescla com nomes da nova geração como Kamilla Silva (57kg) e Sarah Nascimento (70kg) e os reforços de Bárbara Timo (70kg) e Victoria Oliveira (+70kg).

Fechando o “Big Four”, a Sogipa que ficou de fora do pódio ano passado, na quarta colocação, tem em sua espinha dorsal as selecionáveis Maria Portela (70kg), titular do Brasil na Rio 2016, e Rochele Nunes (+70kg), e jovens talentosas como Manoella Costa (57kg) e Alexia Castilhos, além do reforço Layana Colman, campeã dos Jogos da Juventude Nanquim 2014.

“Vou dar o meu máximo para garantir os pontos na minha categoria para o clube e, assim, ajudar a equipe a ser campeã novamente. Como as principais atletas da categoria estarão disputando a competição, também será uma boa prévia da Seletiva Tóquio 2020”, disse a sul-mato-grossense Colman. A Sogipa conquistou os títulos em 2009 e 2010.

Aliás, Layana não será a única representando do MS na competição. Pela primeira vez, um clube do Estado disputará a competição e, de quebra, será o único representante de fora do eixo Rio de Janeiro-São Paulo-Minas Gerais-Rio Grande do Sul. A aposta será em sua própria base, que tem revelado bons nomes para o judô brasileiro, como Ana Paula Morais (57kg), Carolina Cometki (63kg), Ana Paula Carra (70kg) e Gabriela Paliano (+70kg).

Tática parecida com as do Grêmio Náutico União (RS), Palmeiras (SP) e São José dos Campos (SP), que não terão grandes reforços. O clube gaúcho que estreia na competição deverá ter uma equipe base com Gabriela Clemente (52kg) e Bruna Silva (70kg), que foram apoios na preparação olímpica da seleção brasileira, além de Richele Jordão (+70kg), bronze no Troféu Brasil e no Brasileiro Sênior. O peso pesado também é aposta de pontos para o São José dos Campos que conta com a experiente Claudirene Cézar, medalhista de bronze no Mundial Júnior de 2002, como capitã e líder. O Palmeiras busca surpreender as favoritas como uma base formada pelas jovens Ketelyn Nascimento (57kg), de apenas 18 anos, e Tamara Santos (63kg), de 24, e pela experiente Riva Coelho, de 35 anos.

A programação oficial do evento começa na sexta-feira, 18, com a chegada das equipes, o credenciamento, reunião técnica e sorteio das chaves, marcado para as 19h (horário de Brasília). Os combates começam no sábado, 19, com a disputa da 1ª fase a partir das 9h. No período da tarde, a partir das 16h, serão definidas as posições do 5º ao 8º lugares e as semifinais. No domingo , 20, as disputas de medalhas começam às 13h, com transmissão ao vivo pelo SporTV.

Confira abaixo a lista com os principais nomes da competição por categoria de peso:

52kg
Eleudis Valentim (Pinheiros)
Erika Miranda (Minas)
Gabriela Clemente (GN União)
Jéssica Pereira (Reação)
Jéssica Lima (Sogipa)
Larissa Pimenta (Pinheiros)
Layana Colman (Sogipa)
Milena Mendes Zaccani (Sogipa)
Nathalia Brígida (Minas)
Raquel Silva (Reação)
Victoria Camargo (GN União)

57kg
Ana Paula Morais (Judô Futuro)
Fabiana Oliveira (Pinheiros)
Flavia Cruz (Reação)
Flávia Gomes (Pinheiros)
Kamilla Silva (Minas)
Ketelyn Nascimento (Palmeiras)
Manoella Costa (Sogipa)
Rafaela Silva (Reação)
Tamires Crude (Reação)

63kg
Alexia Castilhos (Sogipa)
Caroline Cometki (Judô Futuro)
Jéssica Santos (Pinheiros)
Katherine Campos (Reação)
Ketleyn Quadros (Minas)
Mariana Silva (Minas)
Tamara Santos (Palmeiras)
Yanka Pascoalino (Pinheiros)

70kg
Aine Schmidt (Sogipa)
Amanda Oliveira (Reação)
Ana Paula Carra (Judô Futuro)
Bárbara Timo (Minas)
Bruna Silva (GN União)
Eduarda Rosa (GN União)
Maria Portela (Sogipa)
Nádia Merli (Pinheiros)
Sarah Nascimento (Minas)

+70kg
Claudirene Cezar (São José dos Campos)
Gabriela Paliano (Judô Futuro)
Isabela Sanches (Minas)
Isadora Pereira (Minas)
Maria Suelen Altheman (Reação)
Renata Januário (Reação)
Richele Jordão (GN União)
Rochele Nunes (Sogipa)
Samanta Soares (Pinheiros)
Sibilla Faccholli (Pinheiros)
Talita Morais (Palmeiras)
Victoria Oliveira (Minas)

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias