Tradutor/ Translate

O técnico da Seleção Brasileira feminina Jorge Dueñas, diz que grupo do Brasil está muito equilibrado

O técnico da Seleção Brasileira feminina Jorge Dueñas, diz que grupo do Brasil está muito equilibrado

Após a definição do grupo do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio, o técnico da Seleção Brasileira feminina, Jorge Dueñas, avaliou a situação do País na competição. O treinador repetiu por algumas vezes o equilíbrio que o Grupo B vai ter durante os Jogos contra cinco equipes europeias: França, Espanha, Rússia, Suécia e França.

AMIGO LEITOR
Seja um colaborador do nosso Site Portal Olímpico. Não deixe essa chama apagar. Neste momento de dificuldade, toda contribuição financeira é bem-vinda.
Dê sua contribuição: Pix 22988620015
Depósito ou Transferência Bancaria em nome de Francisco de Alvarenga Leandro - Banco: Santander Ag: 3086 - Conta: 01042887-3
Qualquer dúvida (22) 988620015.
Desde já, agradecemos sua colaboração!
Atenciosamente, Sócio/Gerente: Francisco de Alvarenga Leandro.

+ O técnico Marcus Tatá avalia o grupo do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio

Judô Tênis

“Seguramente é um grupo muito forte. Acredito, neste momento, que é mais equilibrado e forte que o grupo A. São cinco times da Europa que jogam em altíssimo nível e o Brasil, campeão da América e também vai em busca da classificação. Acredito que nenhum dos seis vai passar para as quartas de final invicto. Todos devem perder pelo menos um jogo, tamanho o equilíbrio”.

Handebol brasileiro conhece adversários na Olimpíada de Tóquio

[Querido amigo! Está gostando desta matéria? Se sim, precisamos da sua colaboração para mantermos o nosso Site Portal Olímpico. Contribua com a quantia que puder, será de grande ajuda.
Nosso PIX: 22988620015.
Desde já, nosso muito obrigado, e prossiga com uma boa e abençoada leitura.]

Ele aproveitou a oportunidade e faliu sobre cada adversário. “Seguramente a equipe mais forte é a Rússia. O nível das atletas russas é muito alto. Elas possuem 14 jogadoras em altíssimo nível e que atuam em campeonatos muito fortes. Além de ser a atual campeã olímpica. A Espanha ficou com a prata no Mundial de 2019 jogando muito bem, tanto que perdeu por apenas um gol. Eles devem chegar muito preparados em Tóquio. A Hungria consegue unir a tradição de uma escola forte do handebol com um elenco formado por jogadoras experientes e mais jovens e chegará em muito boas condições”, analisou.

Plano de Desenvolvimento da Arbitragem é apresentado pela CBHb

Sobre Suécia e França, Dueñas afirmou: “A Suécia tem se mostrado, nos últimos anos, que sempre está entre os melhores. Jogou um pré-olímpico em altíssimo nível e são muito difíceis de serem vencidas. Já a França todos conhecem o nível. Campeã da Europa, ela possui um elenco bem mesclado com destaques em vários clubes europeus. Como falei, o grupo é extremamente equilibrado. Todos possuem condições de vencer seus jogos. A vitória virá nos detalhes”, concluiu.

Seleção de handebol feminina viaja para treinos em Portugal desfalcada

Por: andrealbuquerque

Fonte: CBHb (cbhb.org.br)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.