Judô

Ministério do Esporte divulga critérios para programa Atleta Pódio 2017

643.V

Roberto Castro/ME
Bolsas de incentivo aos atletas de alto rendimento vão de 5 a 15 mil reais

Bolsas de incentivo aos atletas de alto rendimento vão de 5 a 15 mil reais

O Ministério do Esporte confirmou a manutenção do programa de incentivo ao esporte de alto rendimento, Bolsa Pódio, conforme portaria publicada no Diário Oficial da União no último dia 15 e assinada pelo ministro Leonardo Picciani. As bolsas distribuídas pelo Governo Federal irão de 5 a 15 mil reais mensais dependendo dos resultados esportivos dos atletas em competições internacionais e dos posicionamentos no ranking olímpico de cada modalidade.

Para selecionar os nomes dos beneficiários serão formados grupos de trabalho com servidores do Ministério do Esporte, representantes das Entidades Nacionais de Administração do Desporto (ENAD), do Comitê Olímpico do Brasil e, eventualmente, das empresas estatais que patrocinem o esporte.

As ENAD's devem enviar suas respectivas listas de atletas que estejam dentro dos critérios estabelicidos pelo ME (ver abaixo) para análise dos grupos de trabalho, que aprovarão os nomes que integrarão o Programa.
Veja os critérios para cada faixa do Bolsa Pódio:

Grupo 1 (R$ 15 mil) – Atletas colocados entre os três primeiros do Ranking Olímpico de 2017 em suas respectivas provas ou que tenham subido ao pódio na Olimpíada do Rio 2016 ou, então, que tenham conquistado medalha no Campeonato Mundial ou competição equivalente.

Grupo 2 (R$ 11 mil) – Atletas colocados do 4º ao 8º lugar no Ranking Olímpico de suas provas de 2017 ou que tenham se classificado do 4º ao 8º lugar na Olimpíada do Rio 2016 ou que tenham ficado do 4º ao 8º lugar no Campeonato Mundial ou competição equivalente.

Grupo 3 (R$ 8 mil) – Atletas colocados do 9º ao 16º lugar no Ranking Olímpico de 2017 em suas provas ou classificados do 9º ao 16º lugar em suas provas na Olimpíada do Rio 2016 ou ficado do 9º ao 16º lugar no Campeonato Mundial ou competição equivalente.

Grupo 4 (R$ 5 mil) – Atletas colocados do 17º ao 20º lugar no Ranking Olímpico de 2017 em suas provas ou que tenham ocupado do 17º ao 20º lugar em suas provas na Olimpíada do Rio 2016 ou que tenham ocupado do 17º ao 20º lugar em suas provas no Campeonato Mundial ou competição equivalente.

OBSERVAÇÕES:
1 - Os critérios para análise de resultados em mundiais terão como referência a competição mais recente, com prioridade para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos;
2 - Para determinar o valor da bolsa, havendo mais de um resultado, dentre os critérios, considera-se o de melhor colocação;
3 - O ranking considerado será sempre o da modalidade, classe, peso e/ou prova pleiteada pelo atleta, na data do protocolo oupostagem do Plano Esportivo em análise;
4 - Em caso de mudança ou alteração da modalidade, classe, peso e/ou prova pleiteada, haverá reavaliação, pelo Grupo deTrabalho, considerando o atual ranking.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias