Judô

Novatos melhoram ranking e Brasil tem 16 tops 20 na listagem mundial da FIJ

29.V

Lara Monsores/CBJ
Pontos do Campeonato Pan-Americano fizeram a diferença para atletas da nova geração do judô brasileiro

Pontos do Campeonato Pan-Americano fizeram a diferença para atletas da nova geração do judô brasileiro

Na atualização do Ranking Mundial da Federação Internacional de Judô desta segunda-feira, 15, o Brasil conta com 16 atletas entre os 20 melhores de suas respectivas categorias de peso. Seis deles são novatos que vêm se destacando em competições recentes, como o Campeonato Pan-Americano da Cidade do Panamá, que deu 700 pontos aos campeões.

"Nossa estratégia ao levarmos uma seleção renovada à Cidade do Panamá neste ano passava por essa questão de darmos aos novatos uma chance de melhorarem suas posições e, com isso, eles conseguiriam pegar chaves melhores em competições maiores, como Grand Prix e Grand Slams. Alguns atletas souberam aproveitar bem essa oportunidade e subiram no Ranking", explicou
Ney Wilson, gestor do Alto Rendimento da CBJ.

Desses 16, seis são jovens que estiveram no Pan e conseguiram pontuar no continental: Eric Takabatake (60kg), número 4 do mundo; Eduardo Katsuhiro (73kg), número 19; Eduardo Yudi (81kg), 15º; Stefannie Arissa Koyama (48kg), 7ª; Jéssica Pereira (52kg), 15ª; e Samanta Soares (78kg), número 7 do mundo.

Os outros dez são judocas que participaram intensamente do último ciclo olímpico e que estão retornando aos poucos às competições em 2017: Charles Chibana (66kg), em 18º; Victor Penalber (81kg), em 6º; Rafael Buzacarini (100kg), em 18º; Rafael Silva (+100kg), em 11º; Érika Miranda (52kg), em 7º; Rafaela Silva (57kg), em 3º; Maria Portela (70kg), em 8º; Mayra Aguiar (78kg), em 10º; Maria Suelen Altheman (+78kg), em 12º; e Sarah Menezes, que mesmo não tendo competido no Ligeiro (48kg) em 2017 ainda mantém a 17ª posição dessa categoria.

Dos citados, apenas Mayra Aguiar não pontuou em 2017, já que ainda não retornou aos tatames desde o bronze olímpico nos Jogos do Rio, em agosto de 2016.

A maioria deles terá agora a oportunidade de melhorar suas posições já no próximo final de semana no Grand Slam de Ecaterimburgo, na Rússia, que dá 1000 pontos ao campeão. Estão convocados 18 judocas para esse evento: Phelipe Pelim (60kg), Charles Chibana (66kg), Marcelo Fuzita (66kg), Marcelo Contini (73kg), Victor Penalber (81kg), Eduardo Bettoni (90kg), Rafael Buzacaraini (100kg), Luciano Corrêa (100kg), Rafael Silva (+100kg), David Moura (+100kg), Érika Miranda (52kg), Sarah Menezes (52kg), Rafaela Silva (57kg), Mariana Silva (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Camila Yamakawa (+78kg). As lutas acontecerão nos dias 20 e 21 de maio.

cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias