Judô

Judocas conquistam mais quatro medalhas na Universíade Taipei 2017

21.V

CBDU
Garbriela Chibana (48kg) e Eleudis Valentim (52kg) foram prata, enquanto Tamires Crude (57kg) e Ruan Isquierdo (Absoluto) ficaram com o bronze. Brasil tem um ouro, duas pratas e três bronzes no Judô

Garbriela Chibana (48kg) e Eleudis Valentim (52kg) foram prata, enquanto Tamires Crude (57kg) e Ruan Isquierdo (Absoluto) ficaram com o bronze. Brasil tem um ouro, duas pratas e três bronzes no Judô

Depois do ouro e do bronze conquistados por Barbara Timo (70kg) e Vinícius Panini (81kg), respectivamente, no segundo dia de competições da Universíade, o judô brasileiro voltou a subir ao pódio em Taipei, onde acontecem os jogos universitários. Na terça-feira, 22, Eleudis Valentim ficou com a prata no Meio-Leve feminino (52kg) e Tamires Crude levou o bronze no peso Leve feminino (57kg). E, nesta quarta-feira, Gabriela Chibana levou mais uma prata para o Brasil, dessa vez no peso Ligeiro feminino (48kg), além de Ruan Isquierdo ficar com o bronze no peso Absoluto.

Nas três categorias femininas, as japonesas foram as principais algozes das brasileiras. Gabriela Chibana venceu todas as suas adversárias até a final, onde caiu por ippon para Mai Umekita. Ao final, Chibana destacou o alto nível técnico da competição que contou com a participação de duas medalhistas dos Jogos do Rio 2016.

"Fiz quatro lutas e fui numa crescente, melhorando a cada uma. Queria ser campeã, meu objetivo e meus treinos eram para isso. Mas, valeu a pena para eu rever meus erros e buscar melhorar nos treinos para ser campeã na próxima Universíade. Essa competição estava muito forte. Tinha duas medalhistas olímpicas, mas foi bom porque pude avalia-las de perto”, comentou Chibana, referindo-se à cazaque Otgontsetseg Galbadrakh, bronze no Rio, e à sul-coreana Bo-kyeong Jeong, vice-campeã olímpica no Rio.

Eleudis Valentim (52kg) teve o mesmo desempenho de Chibana conquistando a prata na decisão contra Rina Tatsukaya que conseguiu pontuar no golden score para levar o ouro.

"Estou muito contente com meu desempenho hoje, pois tive lutas com tempos curtos. Só na luta final, que vacilei no chão, por um detalhe. Mas, errar me faz ver onde tenho que ajustar”, avaliou Eleudis.

Já Tamires, enfrentou a japonesa Yui Murai nas quartas-de-final e foi superada por um waza-ari. A brasileira recuperou-se na repescagem e venceu a disputa pelo bronze com um waza-ari contra a italiana Anna Righetti.

“O nível das atletas é muito alto. Confesso que esperei mais de mim, mas fiz uma competição muito boa. Minha última luta foi bem difícil, mas quando chegou no Golden Score, fiz a pegada e acertei o golpe. Judô é tudo para mim, tudo que tenho hoje foi devido ao judô”, contou Tamires.

O bronze de Ruan Isquierdo no peso absoluto veio após vitória sobre o croata Marko Kumric.
"Estou feliz. No primeiro dia eu não consegui medalha e hoje tive a oportunidade de lutar e conquistar uma medalha pro Brasil. Saio daqui muito feliz”, comemorou o brasileiro.

As disputas do judô na Universíade se encerram nesta sexta-feira, 24, com a competição por equipes.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias