Natação

CBDA proibe trajes tecnológicos para categorias Mirim e Petiz

325.V

CBDA/Divulgação
Natação de base

Natação de base

Após estudos, reuniões e consequente consenso entre o Conselho Técnico Nacional de Natação de Base (CTNNB), a CBDA anuncia medidas proibitivas ao uso de trajes de alta performance (fastskin) para atletas das categorias Mirim e Petiz. A decisão foi tomada em prol da evolução da base.
Para a categoria Mirim, as novas determinações da CBDA já entram em vigor a partir da temporada 2018, enquanto para a categoria Petiz as medidas passam a valer na temporada de 2019. Segundo Renato Cordani, Diretor de Esportes Gerais da CBDA, as alterações visam a "democratização da natação".

"Acreditamos que essa medida poderá contribuir para a democratização da natação, com consequente aumento da base, que esperamos que dê frutos se não nesse, ao menos nos próximos ciclos olímpicos", explicou.

Além das razões apresentadas acima, também levou-se outros fatores em consideração. A medida também faz parte de uma mudança de ideologia por parte dos atletas e treinadores, uma vez que os nadadores passarão a perceber que não é o traje o responsável pela boa performance, e sim os treinamentos, a técnica e a disciplina. O preço também foi avaliado, uma vez que os trajes são caros e por vezes inacessíveis.

www.cbda.org.br
Departamento de Comunicação - CBDA

Mais...

Buscas

Todas as notícias